26.6 C
Distrito Federal
quinta-feira, maio 30, 2024

Defensora que chamou entregador de ‘macaco’ é condenada a pagar indenização de R$ 40 mil

Uma defensora pública que chamou um entregador de “macaco” foi condenada pela Justiça do Rio a pagar R$ 40 mil de indenização por danos morais.

O caso aconteceu em um condomínio de luxo em Niterói, região metropolitana do Rio, em maio de 2022.

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu Whatsapp
Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo Telegram
Assine a newsletter R7 em Ponto

Na decisão, o magistrado destacou que Cláudia Alvarim Barrozo foi filmada no momento em que gritou “macaco” na direção dos entregadores. 

Na ocasião, o desentendimento havia começado porque a van dos trabalhadores estava estacionada em um local que impedia a saída de outros veículos do condomínio onde a defensora mora.

Segundo o TJRJ (Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro), cada entregador vai receber R$ 20 mil de indenização. No entanto, a decisão ainda cabe recurso.

O juiz Guilherme Rodrigues de Andrade ainda ressaltou que, apesar da alegação da ré de ser portadora de transtorno depressivo recorrente, “a doença não se revela ‘carta-branca’ para que esta possa injuriar outras pessoas e, posteriormente, afirmar que não entende o caráter ilícito de seus atos”.

O R7 tentou contato com a ré, por meio da Defensoria Pública do Rio, mas não obteve resposta até o momento. O espaço está aberto para manifestação. 

Fonte: R7 – Rio de Janeiro

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Pesquisar

Últimas Notícias

Categorias