26.6 C
Distrito Federal
terça-feira, maio 28, 2024

Menino de 5 anos é atropelado e morre em condomínio no Recife

Um menino de 5 anos foi morto depois de ser atropelado por um carro, dentro do condomínio onde morava, em Jaboatão dos Guararapes, na Grande Recife. A fatalidade ocorreu na noite desta quarta-feira, 3. 

+ Leia mais notícias do Brasil em Oeste

A motorista, identificada como Alicia Barbosa Veloso, de 25 anos, foi presa em flagrante pela polícia. No entanto, ela foi liberada pela Justiça, em audiência de custódia. 

Criança andava em bicicleta no momento do atropelamento

Atropelamento
O corpo da criança é deixado para trás enquanto o veículo arrasta a bicicleta | Foto: Reprodução/Instagram

De acordo com informações veiculadas pela TV Globo, o menino, identificado apenas como Asefe, foi atropelado enquanto andava em bicicleta. Ele estava acompanhado pela mãe. 

As imagens mostram o momento em que o carro passa ao lado de uma quadra esportiva. O corpo da criança é deixado para trás, enquanto o veículo arrasta a bicicleta. Depois do atropelamento, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência foi acionado. Constatou-se a morte do menino no local. 

De acordo com a Polícia Civil de Pernambuco, Alicia foi levada para uma delegacia. Ela teria que pagar uma fiança de R$ 7,1 mil, mas não foi paga. Por esse motivo, ela foi encaminhada para a audiência de custódia. 

Leia também: “Jovem é morto a tiros depois de se envolver em atropelamento de cachorro”

No Tribunal de Justiça de Pernambuco, ela teve a prisão em flagrante convertida em liberdade provisória. Para seguir fora da prisão, Alicia terá de cumprir as seguintes condições: 

  • não se ausentar da comarca onde reside por mais de oito dias sem comunicar à Justiça — ou seja, não pode viajar para ficar fora de Jaboatão dos Guararapes por mais de uma semana;
  • comparecer mensalmente ao juízo para comprovar atividades exercidas; e
  • suspensão da Carteira Nacional de Habilitação — ou seja, não vai poder mais dirigir.

Moradores do condomínio indicaram que ela estaria trafegando em velocidade acima do permitido, que é de 10 km/h. 

Leia mais: “Ônibus ‘esmaga’ carros e causa atropelamento em São Paulo”

A motorista foi acusada de homicídio culposo, quando não há intenção de matar. O crime está previsto no artigo 302 do Código de Trânsito Brasileiro. A pena é de dois a quatro anos de prisão.

Leia também: “Babá e bebê morrem em incêndio em condomínio de luxo no Paraná”

Fonte: R7 – Brasil

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Pesquisar

Últimas Notícias

Categorias