24.6 C
Distrito Federal
sábado, abril 20, 2024

Doação de sangue 2024. Todo doador é sangue bom.

Conheça oito comidas e bebidas para provar no Chile

Esta é a edição da Menu, a newsletter da Folha com dicas de restaurantes, receitas e o que mais você precisa saber sobre gastronomia. Ela chega antes para assinantes premium. Quer recebê-la todas as sextas no seu email? Inscreva-se abaixo:

Fui a Santiago, no Chile, pela primeira vez no final de novembro. Como jornalista que escreve sobre gastronomia, queria provar pratos que os chilenos comem. Em conversas com chefs, perguntei quais alimentos não podia deixar de conhecer.

A lista de indicações inclui peixes, frutos do mar, bebidas alcoólicas e frutas. Veja quais são:

Congrio
Encontrado no fundo dos oceanos do hemisfério sul, o peixe de até 2 metros de comprimento pode pesar 35 kg. Pablo Neruda, chileno vencedor do Nobel de literatura de 1971, dedicou poema para descrever uma receita de caldo do animal. Nas cozinhas do país, o peixe é preparado em sopas com ingredientes suaves para deixar sobressair o sabor da carne, na chapa ou frito.

Mote con huesillo
É uma bebida gelada feita com suco caramelizado de pêssego, pedaços desidratados da fruta e trigo, que cria textura parecida aos bubble tea. Agrada quem gosta de alimentos doces. Vendida em copos de plástico ou vidro, precisa de colher para comer os ingredientes. Dependendo do lugar, há versões que saem por R$ 10.

Completo
Cachorro-quente bem típico do país, mistura muitos ingredientes assim como no Brasil, mas com opções não encontradas aqui. O completo chileno combina salsicha com creme de abacate e chucrute (repolho fino, fermentado em salmoura). Também aparecem componentes vistos no Brasil como maionese, pimenta e tomate.

Mariscos e locos
Com costa extensa e estreita, o Chile tem cultura alimentar rica em frutos do mar. Destaco os mariscos, sempre bem frescos, e os locos —espécie de moluscos. Com textura firme parecida com a de polvo, locos são usados em pratos frios, como ceviches, ou em risotos, indo bem com molho branco ou de tomate.

Cazuela
Ensopado do país que incorpora versões com carne de boi, frango ou cordeiro. Na base da sopa, leva batata, espiga de milho, arroz e cenouras. Comum ser servido com tortillas de batata para mergulhar no caldo.

Pisco
Há uma disputa amigável entre quem tem o melhor pisco—uma aguardente de uva—, Peru ou Chile. Os chilenos dizem que seu pisco é menos frutado do que o dos seus vizinhos do norte. Em Santiago, vale provar a piscola, mistura do destilado com algum refrigerante de cola, ou o pisco sour, receita que leva clara de ovo e suco de limão.

Vinho
Há rótulos chilenos no Brasil, mas nos mercados do Chile o preço é bem mais em conta. Chilenos afirmam que não vale a pena pagar caro pela bebida porque há opções boas e baratas. Nas prateleiras, vinhos de até R$ 35 são fáceis de encontrar. O cabernet sauvignon é um dos tipos mais citados entre os melhores do país.

Frutas
Por ser o principal produtor de framboesas da América Latina, o Chile oferece a fruta com bastante frescor. Ela é usada para fazer sucos, sorvetes ou como recheio para doces. Frutas mais cítricas também são boas para provar lá. A laranja vendida no país, por exemplo, apresenta uma coloração mais avermelhada do que a brasileira, mas com gosto semelhante.

Fonte: Folha de S.Paulo – Gastronomia

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Pesquisar

Últimas Notícias

Categorias