24.6 C
Distrito Federal
sábado, abril 20, 2024

Doação de sangue 2024. Todo doador é sangue bom.

Venezuelana foi estuprada e queimada antes de ser morta, diz polícia

A Polícia Civil do Amazonas informou que, antes de ser assassinada, a venezuelana Julieta Ines Hernandez Martinez, 38 anos, foi estuprada e teve o corpo queimado. O casal que confessou o crime está preso.

Entenda o Caso: Artista circense venezuelana é encontrada morta no Amazonas

Porém, na delegacia, deram versões diferentes:  mulher disse que matou a venezuelana após uma crise de ciúmes, após presenciar o companheiro estuprando a vítima depois de roubar os pertences dela. Já o homem contou  que ele e a venezuelana usavam drogas, quando a companheira ficou com ciúme e jogou álcool nos dois e ateou fogo.

O cadáver estava com as mãos e pés amarrados quando foi desenterrado. O estado avançado de decomposição não permitiu identificar se havia sinais de queimadura.

O delegado Valdnei Silva, da 37ª Delegacia Interativa de Polícia de Presidente Figueiredo (AM) afirmou em entrevista ao site UOL que aguarda a perícia para saber o momento da morte. Existe a possibilidade de Julieta ter morrido na segunda gravata por asfixia devida a uma gravata realizada pelo agressor.

Fonte: Notícias ao Minuto Brasil – Justica

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Pesquisar

Últimas Notícias

Categorias