26.6 C
Distrito Federal
quinta-feira, maio 30, 2024

Sargento da PM é baleado na cabeça em BH; atirador desfrutava saída temporária

Um sargento da Polícia Militar de Minas Gerais (PM-MG) foi baleado com dois tiros na cabeça e um na perna, na noite da sexta-feira 5, durante uma perseguição a dois suspeitos no bairro Aarão Reis, na zona norte de Belo Horizonte.

Em nota, a corporação informou que o quadro de saúde do militar, identificado como Roger Dias, de 29 anos, é considerado “irreversível”.

A Polícia Militar acredita que o responsável por ter efetuado os disparos é um homem de 25 anos, que não teria retornado à prisão depois de ter sido beneficiado com a saída temporária de fim de ano. Ele foi baleado e preso durante a perseguição. Posteriormente, o outro suspeito também foi capturado por agentes da polícia.

Conforme o boletim de ocorrência do caso, a PM recebeu informações de que dois homens estavam andando armados em um Fiat Uno de cor cinza no bairro Aarão Reis. Equipes do 13º Batalhão identificaram o veículo e começaram a perseguição por volta de 22h17, na Avenida Risoleta Neves. Segundo os registros, os suspeitos não obedeceram à ordem de parada.

+ Exclusivo: trans abraçada por Drauzio Varella é presa na saidinha de Natal

Durante a perseguição, o motorista do Fiat Uno teria perdido o controle do veículo e batido em um poste nas imediações. Depois do acidente, ele e o outro homem que estavam no carro desceram às pressas e continuaram a fuga a pé, segundo o boletim. Ao se aproximar de um deles, o sargento Roger Dias foi surpreendido por disparos de arma de fogo, realizados à queima-roupa.

“Ele [o autor] faz essa menção de se entregar e, nesse momento, saca uma arma de fogo e efetua quatro disparos”, disse, em coletiva de imprensa realizada neste sábado, 6, a major da Polícia Militar Layla Brunella. O vídeo, captado por câmeras de segurança da região, mostram o momento em que o agente é atingido.

O estado de saúde do sargento da PM

Segundo o boletim de ocorrência, o sargento Roger Dias foi levado inicialmente para o Hospital Risoleta Tolentino Neves, na região de Venda Nova, e posteriormente transferido para o Hospital João XXIII, na região centro-sul de Belo Horizonte. A Polícia Militar informou que o quadro de saúde do policial militar, que completaria 10 anos de corporação neste sábado, é considerado “irreversível”.

Leia também: “De Nardoni a Cravinhos: presos deixam a cadeia para a saída temporária”

Os dois suspeitos foram detidos, ambos com ferimento de arma de fogo, e encaminhados para o Hospital Risoleta Tolentino Neves, de acordo com a PM. Um deles, apontado como o autor dos disparos, foi capturado durante a perseguição, enquanto o outro foi encontrado em buscas posteriores realizadas por policiais. A gravidade dos ferimentos não foi informada.

“O autor que disparou contra o nosso policial militar possui 18 registros pela Polícia Militar, é oriundo do sistema penal e estava de saidinha de Natal”, disse a major Layla Brunella. Segundo a policial, o homem deveria ter retornado para a prisão ainda em dezembro, mas não o fez. “Ele tem passagens, das mais diversas, por roubo, falsidade ideológica, receptação, tráfico de drogas e ameaças.”

+ Leia mais notícias do Brasil em Oeste


Revista Oeste, com informações da Agência Estado

Fonte: R7 – Brasil

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Pesquisar

Últimas Notícias

Categorias