26.6 C
Distrito Federal
quinta-feira, maio 30, 2024

Personal trainer morre de infarto aos 31 anos depois de mal-estar no estômago

Um personal trainer, de 31 anos, morreu de infarto no último sábado, 30, na cidade de Ponta Grossa, no Paraná. Segundo informações do G1, Danilo de Campos sentiu mal-estar no estômago e procurou sozinho o hospital. A viúva, a economista Daniela Kuhn, afirmou que ele não tinha problemas de saúde, levava uma vida saudável e praticava musculação seis vezes por semana.

De acordo com os relatos de Daniela, o marido também dava muita atenção a alimentação e seguia uma dieta orientada por nutricionista. Danilo consumia produtos como creatina e compostos para pré-treino.

+ Leia mais notícias do Brasil em Oeste

Em sua rotina, Danilo também incluía whey protein, uma fonte de proteína de soro de leite que, segundo os especialistas em dietética, contém todos os aminoácidos essenciais necessários para o corpo.

A família afirma que Danilo era extremamente preocupado com a saúde e havia realizado uma consulta de rotina com o cardiologista há seis meses. Durante o check-up, constatou-se que ele “estava bem”.

Leia também: “Número de infartos fulminantes cresce 150% no Brasil”

A viúva relatou que os médicos que o atenderam horas antes de seu falecimento disseram à família que o mal-estar de Danilo no estômago estava relacionado ao coração, que “estava muito acelerado”.

Danilo de Campos chegou a participar de uma competição de fisiculturismo

Danilo de Campos
Segundo a viúva, Danilo de Campos não seguiu no fisiculturismo para não sobrecarregar a saúde | Foto: Reprodução/Rede social

Em 2022, Danilo de Campos chegou a participar de um concurso de fisiculturismo. O personal decidiu não continuar na área devido ao esforço que a atividade exige.

Leia também: “Ex-jogador de futebol sofre infarto e morre, aos 34 anos”

“Ele tinha só curiosidade de sentir na pele como era a competição que premia o esporte que ele tanto amava”, disse a viúva em entrevista ao G1. “Pegou o quinto lugar entre 15 atletas, saiu satisfeito e decidido a nunca mais competir, porque exigia sacrifícios à saúde e à família que ele não estava disposto a se expor. Ele prezava a família em primeiro lugar”.

Fonte: R7 – Brasil

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Pesquisar

Últimas Notícias

Categorias