21.6 C
Distrito Federal
sábado, março 2, 2024

Mortes em BMW: carro foi modificado por serviço terceirizado

O dono da oficina mecânica de Aparecida de Goiânia, investigado por suspeita de modificar uma BMW, afirmou que a peça usada no veículo e o serviço de instalação foram feitos por uma empresa terceirizada. A alteração causou a morte de quatro jovens por intoxicação por monóxido de carbono, em Balneário Camboriú (SC), em 1º de janeiro, conforme informou o jonral O Tempo.

Leia mais: “Jovens morreram em BMW por inalação de dióxido de carbono, confirma polícia de Santa Catarina”

O proprietário foi intimado a prestar depoimento pela segunda vez na Polícia Civil de Santa Catarina nesta segunda-feira, 15, por videochamada.

“A empresa terceiriza muitos serviços, muitos, inclusive fora do Estado, com serviços locais”, disse David Soares, advogado do dono da oficina, em entrevista ao portal g1. [Nesse caso] a peça e a montagem [foram terceirizadas]”.

Soares não informou o nome da empresa terceirizada. As investigações revelam que a BMW passou por outras modificações em Minas Gerais, além da que ocorreu em Aparecida de Goiânia. Soares busca adiar o depoimento marcado para esta segunda-feira, com o argumento de que não teve acesso ao inquérito nem aos laudos periciais.

Leia mais: “BMW lamenta morte de jovens dentro de carro: ‘sem registro de casos similares’”

“Estamos com a expectativa positiva, o trabalho prestado foi feito com muita experiência e há mais de sete meses”, ressaltou o advogado ao g1. “Por que daria problema só agora? Temos que ter acesso à perícia e entender os fatos, nossa intenção é a elucidação dos fatos.”

Responsáveis responderão por homicídio culposo

BMW Santa Catarina
BMW ficou estacionada por horas na rodoviária do Balneário de Camboriú | Foto: Reprodução/YouTube

Os mecânicos que trabalharam diretamente no serviço também serão ouvidos pela Polícia Civil, disse o O Tempo. Segundo o delegado Vicente Soares, os responsáveis responderão por homicídio culposo, caso seja comprovado que a causa das mortes foi o vazamento no sistema de escapamento do carro por problema na customização realizada.

+ Leia mais notícias de Brasil em Oeste

As vítimas, que moravam em Florianópolis havia cerca de um mês, estavam dentro do carro da BMW estacionado na rodoviária de Balneário Camboriú, em Santa Catarina. Eles teriam ido buscar uma amiga, que viajou de Minas Gerais para se encontrar com o grupo.

Ela viu os quatro passando mal, com ânsia de vômito e tontura. As vítimas teriam ficado cerca de quatro horas no carro, com o ar-condicionado funcionando. Os jovens achavam que a causa do mal-estar era um cachorro-quente que haviam ingerido. Quando a mulher percebeu a gravidade do ocorrido, chamou as autoridades.

Fonte: R7 – Brasil

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Pesquisar

Últimas Notícias

Categorias