21.6 C
Distrito Federal
sábado, março 2, 2024

Linguiça na sidra: petisco campeão dá destino honroso ao espumante que sobrou das festas

Encerramos aqui a trilogia festiva de aproveitamento de sobras com uma receita absurdamente simples: linguiça na sidra, para usar a bebida que ficou encalhada. Um petisco campeão de apenas dois ingredientes (nem leva sal, já que a linguiça já vem temperada).

Relembrando: nas semanas anteriores, tivemos rabanada para usar o panetone excedente e um arroz caldoso para dar cabo do peru que restou da ceia.

A receita se chama linguiça na sidra, mas não é necessariamente sidra que você deve usar. Vale qualquer espumante. Bebidas doces funcionam melhor, porque a ideia é fazer um caramelo espesso com a redução do caldo.

Assim, dá-se um destino honroso àquelas bebidas vagabundas que quase todo mundo ganha no fim da ano. Como aquela garrafa que a tia traz para a ceia e você já trata de esconder para não correr o risco de alguém abrir.

Eu usei um moscatel rosé que recebi de brinde. Nada terrível, mas definitivamente não se encaixa no meu perfil de bebidas. Ficaria para sempre na despensa se eu não cozinhasse com ele.

Aprendi a fazer essa linguiça com meu amigo Filipe, belo-horizontino que mora no Rio. Ele deu uma baita festa para o próprio aniversário e, na véspera, eu o acompanhei ao supermercado.

Quando o Filipe encheu o carrinho de sidra, eu pensei: “Vai dar ruim”. Quando ele começou a cozinhar a linguiça na sidra, eu ainda não botava fé. No final, as linguicinhas foram o maior sucesso da festa (e olha que o cardápio era feijoada).

O que eu não sabia é que a linguiça na sidra é um petisco tradicional nos botecos mineiros. Fazem-na com linguicinhas aperitivo, aquela que vem enrolada em gomos pequenos, que cabem numa bocada.

Há uma receita por demais semelhante –talvez aparentada– nas Astúrias, noroeste da Espanha. É uma região fria, em que a maçã dá mais do que a videira, e portanto se bebe mais sidra do que vinho.

O método de preparo se resume a meter a linguiça e a sidra na panela e cozinhá-los juntos, em fogo lento, até o líquido se tornar uma calda viscosa – um melzinho, como define meu amigo mineiro.

Eu coloquei também cebola –porque cebola e linguiça nasceram ara andar juntas– e umas folhinhas de louro que vi numa receita asturiana. Ambos são opcionais.

LINGUIÇA NA SIDRA

Rendimento: 4 porções (aperitivo)
Dificuldade: fácil
Ingredientes

  • 500 g de linguiça aperitivo
  • 1 garrafa (750 ml) de sidra ou espumante
  • 1 cebola picada (opcional)
  • Louro a gosto (opcional)

Modo de fazer

Junte os ingredientes numa panela e cozinhe em fogo baixo, mexendo ocasionalmente, até o líquido se reduzir a uma calda espessa e escura.

Fonte: Folha de S.Paulo – Gastronomia

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Pesquisar

Últimas Notícias

Categorias