24.6 C
Distrito Federal
terça-feira, março 5, 2024

Labrador reprovado em teste para cão de serviço adora trazer presentes aleatórios para ‘ajudar’ tutora

Leo é um cachorro da raça Labrador que, quando filhote, estava sendo treinado para se tornar um cão de serviço.

Para receber esse título, é preciso muito empenho e dedicação, mas como o pet não era tão disciplinado, acabou sendo reprovado.

Tadinho!

Mas que nada, ele encontrou outra forma para ajudar a sua tutora, Samantha Welborn.

O que ele faz?

Ele lhe dá presentes aleatórios.

Leo é um cachorro muito inteligente; não foi por falta de esperteza que o pet reprovou na prova que lhe daria o título de cão de serviço.

No entanto, ele prefere usar sua inteligência para outras coisas, como, por exemplo, para seu benefício pessoal. Outro motivo que o levou a reprovar no teste.

Errado ele não está, né? Haha.

“Pareceu óbvio para mim que Leo gosta de trabalhar quando está de acordo com suas condições”, disse Samantha ao The Dodo. “Ele tinha alguns problemas comportamentais, como pegar coisas das bancadas ou armários que ele não deveria ter.”

Leo entrou na vida de Samantha pouco antes de ele completar dois anos. Hoje, com cinco anos, ele ainda lembra de alguns truques que aprendeu no treinamento e gosta de reproduzi-los para a tutora.

“Leo adora me trazer coisas todos os dias, especialmente quando quer dar um passeio”, disse Samantha. “Eu sempre o encontro esperando do lado de fora do chuveiro com algumas peças de roupa para mim. Ele também me traz coisas que eu não preciso.”

Esse pet é esperto demais!

Um dos treinamentos do Leo era ajudar o ‘paciente’ a se vestir, entregando-lhe as peças de roupas. Por isso, ele chega com a vestimenta para a dona, mas não que queira ajudá-la realmente; a intenção é fazê-la se vestir para passearem.

Realmente, Leo é muito esperto e usa a esperteza a seu favor!

Só que detalhe: ele pega a primeira coisa que vê, ou seja, às vezes os calçados vêm em pares diferentes. No inverno traz roupas de verão e vice-versa, haha.

Não importa o modelito, o importante é passear, né, Leo?

Além da sua inteligência, ele é muito doce e amável, tornando-se um ótimo apoio emocional para Samantha.

“Se estou estressada, ansiosa ou chateada, ele sempre tentará chamar minha atenção para ele”, disse Samantha. “Já estive perto de muitos cachorros incrivelmente inteligentes, mas o Leo é de longe o cachorro com maior inteligência emocional que já conheci.”

Confira alguns vídeos desse lindinho em ação.

Leo pode não ser um cão de serviço, mas ajuda sua tutora tanto quanto se fosse!

Para acompanhar Leo nas redes sociais, clique aqui.

Cão de serviço

Segundo a Service Dog Certifications, cães de serviço são treinados para auxiliar pessoas com deficiências físicas, sensoriais, cognitivas ou emocionais. Eles desempenham tarefas específicas para melhorar a qualidade de vida de seus tutores.

Esses cães podem guiar pessoas com deficiência visual, alertar sobre problemas de saúde, auxiliar na mobilidade, proporcionar apoio emocional e até mesmo visitar hospitais como cães de terapia.

Não existe uma raça específica para ser um cão de serviço, mas Labrador Retrievers, Golden Retrievers, Pastores Alemães e Poodles são comuns devido à inteligência e disposição para treinamento. No entanto, qualquer raça pode ser treinada se tiver as qualidades necessárias.

Cães de serviço passam por treinamento intensivo e socialização desde cedo para se adaptar a diferentes situações. Eles desempenham um papel crucial em melhorar a vida das pessoas com necessidades especiais.

Veja também o vídeo:

Esses cães e gatos estranhos estão assustando as pessoas

Fonte: R7 – RPet

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Pesquisar

Últimas Notícias

Categorias