17.6 C
Distrito Federal
segunda-feira, junho 24, 2024

Hemocentro reforça apelo à população para doar sangue

Apenas o abastecimento do tipo sanguíneo AB se encontra com níveis regulares; tipos O negativo e A negativo estão em níveis mais críticos

A Fundação Hemocentro de Brasília (FHB) está operando com 41% do estoque considerado ideal para atender toda a rede pública do Distrito Federal, além dos hospitais conveniados. Desta forma, a instituição reforça o apelo para que a população contribua com esse gesto de solidariedade e doe sangue.

Foto: Joel Rodrigues/Agência Brasília

O agendamento é simples. Basta acessar o site Agenda DF – Serviço de Agendamentos do Distrito Federal – Fundação Hemocentro de Brasília, ou ligar no telefone 160, opção 2. Neste momento, a fundação tem dado prioridade aos doadores dos tipos sanguíneos O negativo e A negativo, até o dia 20 deste mês. Porém, todos são bem-vindos.

“Aumentamos, mas ainda é um nível crítico. Fazemos um apelo, de forma reiterada, para que a população venha doar e contribuir com o Hemocentro e, primordialmente, com os pacientes da rede pública que precisam de nós”

Kelly Barbi, gerente de Captação de Doadores da FHB

Estão críticos os estoques de sangue O positivo, O negativo, B positivo, A positivo, A negativo. Já os tipos B negativo e AB negativo estão baixos. Apenas o tipo AB positivo está regular.

“O sangue é insubstituível, e precisamos, de fato, da população nessa onda de solidariedade, que é o que esse gesto de fato representa. Estamos com 41% do nível adequado de estoque estratégico e, até o final da semana passada, estávamos com 36%. Aumentamos, mas ainda é um nível crítico. Fazemos um apelo, de forma reiterada, para que a população venha doar e contribuir com o Hemocentro e, primordialmente, com os pacientes da rede pública que precisam de nós”, pede a gerente de Captação de Doadores da Fundação Hemocentro, Kelly Barbi.

Para manter um estoque seguro, o Hemocentro estipulou a meta de 180 doações diariamente. Nos dois primeiros meses do ano, a média ficou estacionada em 161. Depois, em março e abril, a fundação atingiu a média de 180 coletas por dia.

Estão críticos os estoques de sangue O positivo, O negativo, B positivo, A positivo, A negativo. Já os tipos B negativo e AB negativo estão baixos. Apenas o tipo AB positivo está regular

Em meio à queda das doações e devido à epidemia de dengue e ao aumento no número de transfusões realizadas nos hospitais do Distrito Federal, os estoques foram comprometidos, o que reforça a necessidade de a população comparecer ao Hemocentro.

“Nossa meta é de pelo menos 180 doações diárias. Temos conseguido uma média maior, em torno de 200, mas é justamente pelo apelo de algum tempo. Mas precisamos reforçar que a demanda por transfusões tem aumentado também. Cirurgias de toda ordem e estamos vivendo ainda o reflexo grande da dengue. A doença ensejou muitas transfusões de plaquetas e nos afetou duplamente”, detalha Kelly Barbi.

Doe sangue

Para doar sangue, é preciso ter entre 16 e 69 anos, pesar mais de 51 kg e estar saudável. Quem passou por cirurgia, exame endoscópico ou adoeceu recentemente, entretanto, deve consultar o site do Hemocentro para saber se está apto a doar sangue.

Em caso de dengue, é necessário aguardar 30 dias após o fim dos sintomas para se candidatar à doação de sangue. Para quem teve dengue hemorrágica, o prazo é de seis meses. Se você teve contato sexual com pessoas que tiveram dengue nos últimos 30 dias, é preciso esperar 30 dias desde a última relação para doar sangue.

Quem teve gripe deve aguardar 15 dias após o desaparecimento dos sintomas para poder doar sangue. Quem teve covid-19 deve aguardar dez dias após o fim dos sintomas, desde que esteja sem sequelas. Se assintomático, o prazo é contado da data de coleta do exame.

Fonte: Agência Brasilia

Doação de Sangue – Todo doador é sangue bom

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Pesquisar

Últimas Notícias

Categorias