19.6 C
Distrito Federal
sábado, fevereiro 24, 2024

Governo conclui recuperação de estações meteorológicas

Mato Grosso do Sul está com suas 42 Estações Meteorológicas Automáticas em pleno funcionamento. O trabalho foi realizado pelo Governo do Estado, em parceria com o governo federal, durante os anos de 2022 e 2023, por meio do CEMTEC/MS (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima do Estado do Mato Grosso do Sul) e o INMET (Instituto Nacional de Meteorologia), com o aporte da Secretaria Executiva de Meio Ambiente, da Semadesc (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação).

O trabalho de recuperação e manutenção foi realizado nas 27 estações do INMET e nas 15 estações da Semadesc, distribuídas estrategicamente no Estado. “A maior parte das estações apresentava algum tipo de defeito quanto a geração de energia, sendo o sistema composto por 2 baterias, painel solar e reguladores de carga. Foi necessário a substituição de vários painéis solares, sendo que alguns deles tinham entre 10 a 15 anos de uso em campo”, informou o meteorologista Vinícius Sperling, do CEMTEC/MS.

“Foram realizadas manutenções preventivas e manutenções corretivas para deixar nossa rede de estações meteorológicas 100% operacional. Dessa forma, o trabalho do CEMTEC e do próprio INMET, ganha em abrangência e assertividade. Também vai permitir um melhor entendimento das variações dos parâmetros meteorológicos e da previsão”, comenta o secretário-executivo de Meio Ambiente, Artur Falcette.

O trabalho do CEMTEC contou com o apoio remoto dos técnicos do LAIME (Laboratório de Instrumentos Meteorológicos), do INMET. “Eles nos auxiliaram em pontos mais complicados da reestruturação das estações meteorológicas. A parceria entre as instituições foi fundamental e o resultado proporcionou atingir níveis históricos de operação da rede meteorológica estadual”, acrescentou a meteorologista Valesca Fernandes, coordenadora do CEMTEC.

Foram realizados serviços como: limpeza do painel solar, do pluviômetro, do radiômetro solar com troca da sílica, limpeza da entrada de ar do barômetro, limpeza do abrigo meteorológico, dos sensores de temperatura e umidade relativa do ar; recuperação de canos de proteção dos cabos do pluviômetro, do radiômetro, da antena via satélite dentre outros cabos; substituição dos equipamentos de transmissão de dados (tecnologia 2G foi substituída pela tecnologia 4G para estações que transmitem via sinal GSM; troca de baterias; troca de painéis solares; troca de reguladores de carga; download de dados in situ; desobstrução e troca de alguns pluviômetros (sensores automáticos de chuva), dentre outras atividades.

  No mês de dezembro de 2023, foi lançado edital para ampliação da rede meteorológica estadual, com intuito de ampliar, estrategicamente, a cobertura espacial das estações meteorológicas em Mato Grosso do Sul. “Essa rede de estações meteorológicas é fundamental, pois seus dados subsidiam a tomada de decisões estratégicas para o desenvolvimento sustentável de Mato Grosso do Sul baseada em informações meteorológicas e climáticas precisas”, comenta o secretário Jaime Verruck, da Semadesc.

“Com a ampliação da rede de dados meteorológicos, a Semadesc cumpre seu objetivo e compromisso com a meteorologia estadual, nacional e internacional apoiando, também, em decisões estratégicas e nas atividades econômicas que dependem diretamente da variabilidade do clima”, finalizou Verruck.

Marcelo Armôa, Semadesc

Fonte: R7 – Cidades

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Pesquisar

Últimas Notícias

Categorias