21.6 C
Distrito Federal
sábado, fevereiro 24, 2024

Fifa defende ‘autonomia’ da CBF ao iniciar visita ao Brasil em meio a crise

A Fifa afirmou nesta segunda-feira (8) que irá garantir a “autonomia” da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), ao iniciar uma visita ao Brasil em meio à crise na entidade.

“Ficamos contentes e aliviados com a decisão do STF que restabelece o presidente Ednaldo [Rodrigues], eleito pelo futebol brasileiro”, disse aos jornalistas Emilio García, responsável jurídico da Fifa, após uma primeira reunião na sede da CBF, no Rio de Janeiro.

Na última quinta-feira, uma liminar do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes recolocou Rodrigues no cargo, em meio a ameaças da Fifa de aplicar sanções contra o futebol brasileiro.

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) tinha afastado o dirigente no dia 7 de dezembro, com a anulação das eleições que o levaram ao cargo em 2022.

Fifa e Conmebol passaram então a alertar a CBF de que não reconheciam o presidente interino designado e ameaçaram excluir a Seleção Brasileira das competições internacionais. Ao mesmo tempo, anunciaram a visita ao Brasil para abordar a crise.

García disse nesta segunda-feira que, antes do retorno de Rodrigues, existia um “risco real” de a Seleção e os clubes serem impedidos de participar de torneios internacionais.

“Estamos aqui para garantir a autonomia da Confederação Brasileira de Futebol e o cumprimento das normas da Fifa e da Conmebol. Vamos manter reuniões com a administração da CBF, com o presidente e vamos seguir monitorando e trabalhando para garantir que a autonomia e a presidência de Ednaldo, eleito pelo futebol brasileiro, sejam respeitadas”.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ao lado de García, Rodrigues disse que a decisão do STF foi “muito importante para o futebol brasileiro”.

“Não é o presidente que ganha, é o futebol brasileiro. Eu fui eleito de forma clara e transparente no dia 23 de março de 2022. Agora temos a certeza de que nossos clubes e seleções vão poder participar de todas as competições internacionais”, afirmou o dirigente.

Após reassumir a presidência da CBF, Rodrigues demitiu o técnico Fernando Diniz do comando da Seleção Brasileira.

O São Paulo anunciou no domingo que seu treinador, Dorival Júnior, deixou o clube para ser o sucessor de Diniz.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

© Agence France-Presse

Fonte: Jornal de Brasília – Esportes

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Pesquisar

Últimas Notícias

Categorias