19.6 C
Distrito Federal
sábado, abril 13, 2024

Escola de Música de Brasília é palco de atividades educativas sobre cuidados auditivos

O ruído está presente em nosso dia a dia. A exposição contínua, desejável ou não, pode acarretar em Perda Auditiva Induzida por Ruído (Pair), caracterizada pela diminuição gradual da sensibilidade auditiva. O ambiente de trabalho do musicista, que conta com ruídos intensos e exposição contínua, oferece grande risco à saúde deste profissional.

Por essa razão, o Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) da Secretária de Saúde do Distrito Federal (SES-DF), em parceria com a Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade de Brasília (UnB), promoveu, nesta semana, palestras sobre cuidados com os ouvidos e com a audição no Centro de Educação Profissional – Escola de Música de Brasília (CEP-EMB). A iniciativa visou a promoção e a prevenção à saúde dos trabalhadores e dos futuros profissionais matriculados na unidade da rede pública de ensino do DF.

A professora de musicalização infantil Patrícia Tavares fez questão de levar seus alunos para participarem da atividade ministrada pela equipe do Cerest. Para ela, a curiosidade dos “pequenos músicos” demonstrou que eles sabem desde já a importância de “aprender a ouvir”. “A audição é uma ferramenta fundamental para o músico. É preciso adquirir consciência desta ferramenta e ser capaz de prevenir possíveis lesões”, orienta a professora.

A ampla presença de alunos e professores da Escola de Música de Brasília demonstrou a importância de “aprender a ouvir” e prevenir agravos relacionados à Perda Auditiva Induzida por Ruído (Pair). Foto: Ualisson Noronha/Agência Saúde-DF

Prevenção e parceria

O Cerest, que integra a Diretoria de Saúde do Trabalhador (Disat), tem como missão promover ações para melhorar ambientes, processos e condições de trabalho, por intermédio de ações de promoção, prevenção, proteção e Vigilância em Saúde do Trabalhador (Visat).

Pair é o agravo mais freqüente à saúde dos trabalhadores, estando presente em diversos ramos de atividade. “A gente fala que este é um ‘agravo silencioso’, que acontece gradualmente e que os profissionais muitas vezes não percebem que pode estar relacionado ao ambiente de trabalho. Por isso, nossa parceria com o CEP-EMB tem como foco a prevenção”, explica a diretora de Saúde do Trabalhador da SES-DF, Elaine Morelo.

 “A Pair é um ‘agravo silencioso’, que acontece gradualmente e que os profissionais muitas vezes não percebem que pode estar relacionado ao ambiente de trabalho”, explica a diretora de Saúde do Trabalhador, Elaine Morelo. Foto: Ualisson Noronha/Agência Saúde-DF

As atividades educativas desta semana aconteceram em alusão ao Dia Mundial da Audição, celebrado em 3 de março. Na terça-feira (26), estiveram no palco da Escola de Música os integrantes do projeto de extensão Saúde do Trabalho – Atuação, Educação, Ação da UnB.

O trabalho que interrelaciona a sala de aula com a sociedade nasceu em 2023 e, desde o início, a parceria com o Cerest esteve no centro da proposta.

“Por meio dos alunos nós buscamos somar forças e multiplicar a capacidade de ação relacionada à saúde do trabalhador no DF”, garante a coordenadora do projeto e professora do curso de fonoaudiologia, Thais de Oliveira.

 

*Fonte: Secretaria de Saúde do DF

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Pesquisar

Últimas Notícias

Categorias