28.6 C
Distrito Federal
quarta-feira, abril 17, 2024

Doação de sangue 2024. Todo doador é sangue bom.

‘Enem dos concursos públicos’ abre edital hoje; confira próximas datas

O governo federal abriu nesta quarta-feira, 10, o edital do Concurso Público Nacional Unificado. O “Enem dos concursos”, apelido que ganhou, vai selecionar 6.640 servidores para 21 órgãos públicos.

Trata-se do maior concurso que o governo federal brasileiro já fez. As inscrições têm início em 19 de janeiro e vão até 9 de fevereiro.

Leia também: “Gleisi comemora inchaço da máquina pública e recebe resposta: ‘Cabide de empregos’”

A prova unificada deve ocorrer em 5 de maio em 220 cidades. A Fundação Cesgranrio é a responsável por sua aplicação.

A primeira etapa do concurso deve acontecer em um único dia, com provas objetivas comuns a todos os candidatos. Em seguida, haverá provas dissertativas e específicas de acordo com cada bloco temático.

Inscrições por área de atuação

No momento da inscrição, o candidato deve optar por um bloco entre as áreas de atuação disponíveis. Então, indicar a carreira ou o cargo, por ordem de preferência, entre as vagas correspondentes ao bloco que havia selecionado.

Enem concursos públicos nacional
Anúncio do site do MGI divulga o Concurso Nacional Unificado, o ‘Enem dos concursos públicos’ | Foto: Divulgação/Governo Federal

As áreas de atuação que o governo anunciou, por enquanto, são: administração e finanças; setores econômicos, infraestrutura e regulação; agricultura, meio ambiente e desenvolvimento agrário; educação, ciência, tecnologia e inovação; políticas sociais, justiça e saúde; trabalho e previdência.

Já entre os cargos, haverá vagas para analista, técnico administrativo, engenheiro, assistente social, técnico em comunicação social, médico, economista, advogado, analista de comércio exterior, arquiteto, arquivista, médico, por exemplo.

O cargo com o maior número de vagas é o de auditor fiscal do trabalho, com 900. O salário para a função é de R$ 22,9 mil, de acordo com os dados do Portal da Transparência.

O Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos (MGI), pasta que organiza o concurso, aliás, é ele próprio o órgão que mais oferece cargos. São 1.480 vagas.

A proposta de um Concurso Nacional Unificado partiu da ministra Esther Dweck, do MGI. “É um processo de democratização do acesso para se tornar servidor público”, explica.

Concurso retoma o ‘fortalecimento’ do Estado, diz ministra

“Mas também no sentido de que há uma retomada do processo de contratação para o setor, reforçando o fortalecimento do Estado brasileiro.”

Esther também afirmou que a ideia se originou da constatação de que diversos órgãos públicos federais estão há muito tempo sem realizar concursos. A experiência adquirida com a realização do Enem, por sua vez, surgiu como uma inspiração para remodelar os processos seletivos em âmbito nacional.

Fonte: R7 – Brasil

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Pesquisar

Últimas Notícias

Categorias