20.6 C
Distrito Federal
sábado, abril 13, 2024

Desemprego: saiba como lidar com a angústia da falta de trabalho 

Tristeza, apreensão, angústia. No desemprego, todas as emoções se juntam. A maneira como cada indivíduo enfrenta o desemprego varia conforme sua personalidade, o suporte que recebe da família, as possibilidades que enxerga e sua situação financeira

Neste artigo, separamos algumas dicas de como lidar e amenizar as incertezas causadas pela falta de emprego.

1. Evite culpar a si mesmo

Primeiramente, é crucial evitar se culpar. Muitas vezes, a demissão não está relacionada a falhas pessoais. Pode ser resultado de uma reestruturação na empresa, cortes de funcionários necessários ou, em circunstâncias mais extremas, como a pandemia, situações fora do controle individual. Reconhecer essas variáveis é fundamental para preservar o bem-estar emocional durante esse período desafiador.

2. Priorize o cuidado com a saúde

Priorize o cuidado com a sua saúde, tanto física quanto mental. Essa atenção é essencial para evitar situações de sobrecarga emocional. Manter um equilíbrio entre o bem-estar físico e o estado emocional é fundamental para preservar a sua saúde integral e evitar momentos de estresse extremo.

3. Invista em desenvolvimento pessoal e profissional

Aproveite esta fase para se reinventar, explorando novas oportunidades por meio de cursos. Hoje em dia, você pode encontrar facilmente cursos excelentes gratuitos! Dedique-se à leitura, assimile novas ferramentas tecnológicas e identifique habilidades que possa aprimorar. Em alguns casos, um intervalo na trajetória profissional pode se tornar um ponto de virada crucial para o desenvolvimento das suas competências. Tire proveito da tecnologia como aliada e absorva conhecimento por meio dela.

4. Reconheça o seu valor

Reconheça o seu valor! Persista na busca por emprego, mas evite aceitar qualquer oportunidade por desespero. Trabalhar em algo que não lhe agrada e ser infeliz é tão prejudicial quanto o desemprego. Valorize suas habilidades e interesses, buscando uma ocupação que esteja alinhada com suas aspirações e contribua para o seu bem-estar profissional e pessoal.

5. Evite comparação e autocrítica

É fundamental evitar comparações com os outros e não se fixar na autocrítica por um emprego perdido. Ao invés disso, direcione esse olhar comparativo para si mesmo. Busque superar seus próprios limites e se esforce para se tornar um profissional mais competente do que era há um ano. Canalize sua energia e tempo disponível para investir no seu próprio desenvolvimento. Comprometa-se a evoluir como ser humano.

6. Economize dinheiro e estabeleça um orçamento

Economizar dinheiro é outra medida crucial durante o período de desemprego. Reservar recursos financeiros permitirá que você atenda às suas obrigações, como pagar contas e adquirir itens essenciais. Nesse sentido, é fundamental estabelecer um planejamento financeiro, dando prioridade aos gastos essenciais e deixando de lado despesas supérfluas.

7. Atualize seu currículo e mantenha-se ativo profissionalmente

Por fim, atualize seu currículo para novas oportunidades! Atualize sua versão anterior, incorporando os cursos que realizou e experiências obtidas durante o período de desemprego. Se tiver experiências de trabalho informais, como freelances, trabalho voluntário ou empreendedorismo, não hesite em incluí-las em seu currículo. Essas experiências podem adicionar valor à sua trajetória profissional, destacando suas habilidades e iniciativa.

É fundamental que seu currículo seja elaborado da melhor forma possível, tornando-o atrativo para os recrutadores. Um currículo bem elaborado é uma ferramenta essencial na busca por oportunidades de emprego, proporcionando uma primeira impressão positiva aos potenciais empregadores.

Fonte: R7 – Economia

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Pesquisar

Últimas Notícias

Categorias