28.6 C
Distrito Federal
quarta-feira, abril 17, 2024

Doação de sangue 2024. Todo doador é sangue bom.

Conheça cachorro mistura das raças Poodle e Yorkshire

Você já conheceu um cachorro que é uma mistura das raças Poodle e Yorkshire??

A internauta Ana Maria Oliveira de Negredo Gomes, residente em São Sebastião, Brasília, no Distrito Federal, tem um cachorrinho dessa mistura.

Ele se chama Pompom, e a sua raça híbrida (e não oficial) é conhecida como Yorkiepoo.

A mãe desse lindinho é uma Poodle, e o pai é um Yorkshire.

O pet chegou na vida de Ana através da sua irmã, que por sua vez, ganhou da dona da Poodle.

A Poodle estava no cio, havia fugido de casa e, nessa escapada, cruzou com o Yorkshire. O resultado foi Pompom, essa fofura de cachorrinho que hoje tem 3 anos e 3 meses.

“Quando ele chegou às minhas mãos, cabia dentro da minha palma; tão pequenininho… a coisa mais fofa que já vi! Parecia, realmente, um bichinho de pelúcia! Por isso, dei o nome Pompom”, contou Ana ao Amo Meu Pet.

Além de Pompom, o pet é chamado de ‘Foskin’ por alguns amigos de Ana, pois, para eles, Pompom lembra um fósforo depois de ser aceso e queimado.

Ganhar Pompom foi uma enorme alegria para Ana, pois em outubro de 2020, ela sofreu uma perda significativa: sua tia-avó que a havia criado, faleceu.

“Por morar só eu e ela na casa, fiquei muito só”, disse.

Sua irmã biológica, vendo a tristeza de Ana, perguntou se ela queria um cachorrinho como companhia. Claro que Ana aceitou, e desde então Pompom tem sido seu companheirinho de todas as horas.

“De lá para cá, tem sido uma história de amor muito linda. Ele dorme comigo, na minha cama, e é sempre meu companheirinho”.

A presença do pet ajudou Ana a se reanimar e a ter força para lidar com o luto pela perda de sua mãe de criação.

“Com suas peraltices e energia, animou os meus dias sombrios”.

Veja alguns vídeos desse lindinho quando filhote.

Pompom é lindo demais!

Importância da castração

Segundo o centro de resgate RSPCA, a castração é um procedimento importante para animais de estimação porque ajuda a controlar a superpopulação, prevenindo ninhadas indesejadas.

Além disso, ela pode reduzir comportamentos problemáticos, como marcação de território e agressão, tornando os animais mais dóceis e fáceis de conviver.

Do ponto de vista da saúde, a castração em fêmeas diminui o risco de câncer de mama e infecções uterinas, enquanto em machos, reduz o risco de câncer testicular e algumas doenças prostáticas.

Também evita a gravidez psicológica em fêmeas. Em última análise, a castração promove o bem-estar animal e ajuda a reduzir o abandono, contribuindo para um cuidado responsável com os animais de estimação.

Veja também o vídeo:

Cuidado com os pets sedutores da internet

Fonte: R7 – RPet

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Pesquisar

Últimas Notícias

Categorias