28.6 C
Distrito Federal
quarta-feira, abril 17, 2024

Doação de sangue 2024. Todo doador é sangue bom.

Celular de tripulante de helicóptero emitiu sinal até a noite do dia 1º

O celular de Luciana Marley Rodzewics Santos, tripulante do helicóptero que sumiu em São Paulo, no dia 31 de dezembro, parou de emitir sinal às 22h14 do dia 1º. A informação é do delegado Paulo Sérgio Pilz, em entrevista ao programa Brasil Urgente, da TV Band, no último sábado, 6. Segundo ele, a Polícia Civil estava monitorando o aparelho telefônico constantemente.

+ Leia as últimas notícias do Brasil no site da Revista Oeste

A Força Aérea Brasileira (FAB), o Exército e as polícias Civil e Militar procuram, além de Luciana, de 46 anos, a sua filha, Letícia Rodzewics Sakumoto, de 20 anos, o empresário Raphael Torres, 41, amigo da família, e o piloto da aeronave, Cassiano Teodoro, de 44 anos.

Perguntado sobre a possibilidade de o helicóptero ter caído na água, o delegado disse à TV que “não podemos descartar nada”. 

Leia também: “O que você sabe sobre o helicóptero que desapareceu a caminho de Ilhabela”

Contudo, ele mencionou que se o telefone da Luciana ficou funcionando até às 22h14 do dia seguinte ao desaparecimento, subtende-se que ele não estava imerso na água. “Na água ele não iria transmitir sinal”, concluiu.

Celulares sem nenhum sinal 

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública de São Paulo (SSP), o Departamento de Operações Policiais Estratégicas (Dope) também acessou, com permissão judicial, a localização das antenas dos celulares de todos os tripulantes. Mas somente o aparelho de Luciana permaneceu em atividade, até o dia 1º.

helicóptero desaparecido
FAB procura helicóptero que partiu do aeroporto de Campo de Marte, na cidade de São Paulo, e deveria ter chegado em Ilhabela, no litoral paulista | Foto: Reprodução/CNN Brasil

Leia mais: “‘Estamos no meio do mato’: piloto de helicóptero teria pousado antes de desaparecer na serra do mar”

“Não foi realizada a interceptação telefônica de áudio, dados ou mensagens de texto dos ocupantes do helicóptero desaparecido”, informou a pasta à Folha de São Paulo.

Neste momento, uma unidade móvel e seis aviões da FAB, Exército e polícias Civil e Militar monitoram um raio de cinco quilômetros quadrados onde o avião pode ter caído. 

Confira: “Piloto morre depois de planador cair no interior de São Paulo”

Fonte: R7 – Brasil

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Pesquisar

Últimas Notícias

Categorias