21.6 C
Distrito Federal
sábado, março 2, 2024

Bolsonaro fala em implosão no partido após elogios de Valdemar a Lula

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) falou na possibilidade de “implosão do partido” por declarações absurdas, após o dirigente Valdemar Costa Neto ter elogiado Lula (PT).

O diálogo do ex-mandatário com apoiadores ocorreu no Rio de Janeiro, foi gravado e a Folha de S.Paulo teve acesso ao vídeo. Um deles questionou sobre o PL vir forte nas eleições deste ano.

“Tudo na vida puxa um pouquinho para vida familiar de cada um de nós. Problemas têm. Essa semana tive um problema sério, não vou falar com quem. Se continuar assim, vai implodir o partido. Pessoa do partido dando declaração absurda, como ‘o Lula é extremamente popular’. Manda ele tomar um [cachaça] 51 ali na esquina ali. [Lula] Não vem”, disse.

Bolsonaro não fez menção a Valdemar. Mas na semana passada passou a circular um vídeo editado de uma entrevista do dirigente de dezembro, com trechos em que ele elogia o petista, sem o restante das respostas, em que ele também elogiava Bolsonaro.

Aliados do dirigente do PL atribuem o vídeo a uma tentativa da oposição de tentar criar um racha entre Bolsonaro e Valdemar e explorar isso eleitoralmente, sobretudo nas disputas municipais, como em São Paulo.

Em um dos momentos explorados no vídeo, Valdemar disse que o petista é diferente de Bolsonaro porque tem prestígio, embora não tenha “o carisma que Bolsonaro tem”. “O Lula tem prestígio. Popularidade. Ele é conhecido por todos os brasileiros. O Bolsonaro não. O Bolsonaro teve um mandato só.”

No trecho que ficou de fora da edição, ele completava, dizendo que Bolsonaro tem prestígio há muito tempo também e relembra um episódio quando era colega de Câmara dos Deputados do ex-presidente e levou um elogio de seu pai, então prefeito de Mogi das Cruzes, para ele, num bilhetinho.

O vídeo viralizou e tornou o presidente do PL alvo nas redes sociais de apoiadores de bolsonaristas. À Folha de S.Paulo, ele classifica o vídeo como “fake”, por ter sido tirado de contexto.

Valdemar diz ainda que a repercussão do vídeo foi “coisa do PT”, e minimizou o episódio, dizendo que Bolsonaro nem ligou para ele por isso.

“O que eu falei do Lula, eu falei porque é verdade. Se eu não falar a verdade, perco a credibilidade, que é o que me resta na política. Ninguém pode negar que ele foi bom presidente. Ele elegeu a Dilma [Rousseff]. Só que eu tava fazendo comparação: o Lula tem prestígio, Bolsonaro tem uma coisa que ninguém tem no planeta, carisma”, disse à Folha de S.Paulo.

“Eles [extrema direita] descem o cacete em mim quando eu falo isso. [Mas] Tivemos o vice do Lula, José Alencar, que era de direita. Participamos do governo. Como é que vou falar mal do Lula? Se eu falar, não sou um cara sério”, completou.

No vídeo das redes sociais, Valdemar diz que Lula não tem comparação com Bolsonaro e que o presidente petista é “camarada do povo”. “O Lula é completamente diferente do Bolsonaro”, afirma.

No restante da resposta ao entrevistador, o presidente do PL fala: “O Lula tem muito prestígio, [mas] não tem o carisma que o Bolsonaro tem, a popularidade. O Bolsonaro é um fenômeno. (…) Hoje ele chegou em Curitiba, aeroporto lotado, depois da eleição. (…). Ninguém consegue isso no planeta, é um fenômeno”.

Fonte: Notícias ao Minuto Brasil – Politica

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Pesquisar

Últimas Notícias

Categorias