26.6 C
Distrito Federal
quinta-feira, maio 30, 2024

Anvisa pede recolhimento de coletor menstrual econômico da Fleurity

GEOVANA OLIVEIRA

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS)

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) solicitou a proibição e recolhimento de todos os coletores menstruais POP, da empresa Fleurity, em resolução publicada no DOU (Diário Oficial da União) de quarta-feira (3).

Segundo a agência, o produto estava sendo comercializado sem regularização, ou seja, antes de ser registrado no Ministério da Saúde. Nesta quinta (4), já não era possível comprá-lo na maioria dos pontos de venda.

O coletor, vendido a um preço médio de R$ 30, era uma versão popular dos produtos da empresa. Em sua embalagem, alegava ser “o coletor mais econômico do Brasil” e não ostentava a marca Fleurity —que tem coletores a um preço mínimo de R$ 49,90.

Procurada pela Folha de S.Paulo, a empresa não respondeu às questões enviadas até a publicação desta reportagem.
Produtos aprovados pela Anvisa apresentam requisitos de segurança, diz a ginecologista Marair Sartori, vice-presidente da Sogesp (Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo). Isso significa que o material usado é de boa qualidade, sem contaminantes químicos e que o produto provoca poucas reações alérgicas e irritações, afirma.

Se não for seguro ou bem usado, o coletor pode causar alergia, irritação e até infecção vaginal, diz Sartori.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

COMO CUIDAR DO SEU COLETOR MENSTRUAL

Não realizar as trocas do coletor de maneira adequada e rotineira, com higiene correta, também pode precipitar a ocorrência de infecções e desequilíbrios da flora vaginal, diz a médica Gabriela Pravatta Rezende, membro da Febrasgo (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia).

A higiene dos coletores deve ser realizada com sabonete neutro ou íntimo, afirma Rezende, e a inserção deve ser feita com o coletor seco, para evitar umidade excessiva. Além disso, após o término de cada ciclo menstrual, os coletores devem ser esterilizados com água fervente.

O coletor menstrual é uma alternativa aos tradicionais absorventes descartáveis, desenvolvido para coletar o fluxo menstrual internamente, no canal vaginal. O recipiente feito de látex ou silicone pode ser usado por até 12 horas ininterruptas e é reutilizável por até três anos.

COMO ESCOLHER SEU COLETOR MENSTRUAL

Existem diversas marcas e tipos de coletores. A escolha, segundo Sartori, depende de fatores como quantidade de fluxo da menstruação, tamanho do canal vaginal e também da elasticidade da vagina. Uma conversa com seu ginecologista, afirma, pode ajudar na obtenção dessas informações.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Para as mulheres mais jovens e que nunca engravidaram, o ideal são modelos menores, diz Rezende. Para aquelas com mais de 35 anos ou que já engravidaram, sobretudo com parto normal, modelos com maior capacidade são mais adequados.

Segundo a médica, para fluxo menstrual intenso, é indicado um coletor mais largo e maior; para fluxo médio, um coletor de tamanho médio; e para o fraco, um coletor menor, mais curto. “Infelizmente, em alguns casos, é necessária a troca por extravasamento ou má adaptação”, afirma Rezende.

Em todos os casos, diz, é preferível escolher coletores com composição hipoalergênica e sem cheiro ou coloração.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Fonte: Jornal de Brasília – Saúde

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Pesquisar

Últimas Notícias

Categorias