22.6 C
Distrito Federal
terça-feira, julho 16, 2024

Primeira reunião do Gabinete de Crise de Dengue na próxima quarta na prefeitura

Coordenadores regionais, agentes locais, entre outros representantes do governo municipal estarão reunidos

Coordenadores regionais, agentes locais, entre outros representantes do governo municipal estarão reunidos

Coordenadores regionais, agentes locais, entre outros representantes do governo municipal que atuam nos mais de 4 mil km2 do município, estarão reunidos na próxima quarta-feira (06), no auditório da Prefeitura para capacitação referente à prevenção e combate à dengue. A convocação foi feita pela Secretaria Municipal de Governo – órgão que faz a integração do poder público com a população -, reunindo as secretarias de Saúde, de Serviços Públicos e o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ).

A reunião se dá em virtude da preocupação do governo com a epidemia da dengue que se instala no município. Nesta sexta-feira (1º), o prefeito Wladimir Garotinho decretou estado de epidemia (AQUI). O secretário de Governo, Ângelo Rafael Barros, explica que esse trabalho de conscientização já vinha sendo desenvolvido pelos profissionais que atuam na região e, neste momento, será intensificado.

Precisamos estar cada vez mais orientados das ações que devem ser tomadas. Temos representantes em localidades como Mata Cruz, que faz divisa com Italva; Palmares que faz divisa com Cardoso Moreira; representante em Serrinha, que faz divisa com Conceição de Macabu; na Baixada Campista, entre outras. E esses representantes são formadores de opinião, por isso, a importância de estarem cada vez mais capacitados – explica o secretário de Governo.

ESTATÍSTICA

A Secretaria Municipal de Saúde informa que, do dia 01 de janeiro até 29 de fevereiro, foram notificados 1.788 casos de dengue, entre confirmação laboratorial e clínico epidemiológico. Também há 28 casos de chikungunya. Não há caso de zika.

A secretaria esclarece que, em período epidêmico, a confirmação laboratorial deixa de ser o critério principal para fechar o diagnóstico da doença, adotando-se o clínico-epidemiológico, como tem sido feito no município desde o dia 23 de fevereiro, mediante a transmissão sustentada da arbovirose.

Fonte: ASCOM

Comunicar erro

Fonte: RJNEWS – Cidades

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Pesquisar

Últimas Notícias

Categorias