Fies: pré-selecionados devem enviar informações até esta sexta-feira
Pesquisa aponta redução de 404 mil trabalhadores no comércio em 2020
Pesquisa delineia possibilidades para um segundo turno no DF
Caso seja reeleito, Ibaneis pretende manter modelo do Iges-DF
Movimentação de cargas cresce 2,3% no trimestre no Porto de Santos

Ladrões dizem ser clientes, rendem vítimas e roubam loja no DF

Assalto à tabacaria no Guará

Assalto à tabacaria no Guará Reprodução

Funcionários e clientes de uma tabacaria no Distrito Federal enfrentaram momentos de pânico na noite dessa sexta-feira (18), depois que uma dupla de assaltantes rendeu as vítimas para roubar dinheiro e celulares.

O roubo ocorreu por volta das 22h e foi todo registrado pelas câmeras de segurança do estabelecimento, situado no Guará. Um deles entra na loja usando um macacão amarelo e chega a pedir ao dono para avaliar um dos cigarros de palha que estavam à venda.

Quando o proprietário lhe extendeu o produto, ele anunciou o assalto. O comparsa entrou em cena logo em seguida. Ele repetia: “Bora, bora, bora, passa tudo”, e pedia para que as vítimas entregassem os telefones e cédulas. Dois clientes, a namorada do proprietário, ele próprio e dois funcionários foram rendidos.

“Abri o caixa, dei todo o dinheiro para eles. Depois disso, ele jogou a mochila, pediu cigarro, peguei todos os pacotes que tinha na loja, coloquei lá dentro, e saíram. Foi muito rápido, saíram tranquilamente”, contou o dono da loja, Yuri Gomes.

Ele estima que o prejuízo tenha sido de quase R$ 20 mil. “Não reagimos, não fizemos nada, mas em questão de bens materiais fomos lesados”. Yuri relatou que esta foi a primeira vez que passou por uma situação como essa.

Agora, temendo pela segurança, o empresário até reabriu a loja, mas atendeu os fregueses pela grade nesse sábado (19). “Nós estamos bem assustados, como nunca tinha acontecido com a gente, hoje a gente não conseguiria trabalhar com as portas abertas”, ponderou Yuri.

A Polícia Civil tenta identificar os autores do crime que aparecem nas imagens. A 4ª Delegacia de Polícia (Guará) investiga o caso. “A polícia só orientou a gente ficar mais atento para quem entra na loja”, finalizou o proprietário.

Fonte: R7 – Brasília

Compartilhe este conteúdo!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Últimas Notícias:

vacina