Fies: pré-selecionados devem enviar informações até esta sexta-feira
Pesquisa aponta redução de 404 mil trabalhadores no comércio em 2020
Pesquisa delineia possibilidades para um segundo turno no DF
Caso seja reeleito, Ibaneis pretende manter modelo do Iges-DF
Movimentação de cargas cresce 2,3% no trimestre no Porto de Santos

Chape: documento aponta mais 12 seguradoras responsáveis pelo voo

Acidente ocorrido há 5 anos deixou 71 mortos

Acidente ocorrido há 5 anos deixou 71 mortos Lance

Um novo documento emitido aponta que há mais 12 empresas na batalha judicial pelo pagamento do seguro de voo da Chapecoense. A tragédia, que deixou 71 vítimas fatais, completa cinco anos em novembro.

Neste sábado (16), a Folha de São Paulo publicou que a Tokio Marine Kiln não era a única resseguradora do voo LaMia. No processo que corre na Justiça de Londres, outras 12 corporações foram apontadas como resseguradoras e/ou agentes gestores para o pagamento do seguro.

Os nomes foram destacados em pedido homologado pela Tokio Marine Kiln para que o processo seja paralisado. Em dezembro de 2020, a primeira decisão judicial estimou o valor de US$ 844 milhões (R$ 4,77 bi na cotação atual), além de juros, para indenização de familiares de vítimas e sobreviventes do acidente.

LEIA TAMBÉM: PF prende boliviana investigada por acidente de avião da Chapecoense

Caso percam o processo, as empresas teriam que dividir a apólice do seguro. Vale frisar que cada corporação pode arcar com porcentagens diferentes entre elas.

Segundo o jornal, as resseguradoras afirmam que a LaMia transgrediu o contrato quando decidiu voar para a Colômbia, país destacado como exceção territorial. A Aon, corretora envolvida, alega que não é sua atribuição pagar a apólice.

No Brasil, espera-se que a ação civil ganhe agilidade. Em 2020, o empresário venezuelano Ricardo Albacete, proprietário da companhia aérea LaMia e responsável pelo transporte da delegação da Chapecoense no acidente aéreo de 2016, depôs na CPI da Chape e acusou a controladora de ser a principal responsável pela tragédia que vitimou 71 pessoas na região colombiana do Cerro El Gordo.

LEIA ABAIXO: Greve de atletas e R$ 900 milhões de dívidas: a crise do Cruzeiro

Fonte: R7 – Esportes

Compartilhe este conteúdo!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Últimas Notícias:

vacina