25.6 C
Distrito Federal
quinta-feira, julho 18, 2024

Vizinha liga para a emergência ao ouvir “homem gritando em dor extrema”

Quando Amber Martin decidiu deixar seu buldogue francês, Walter, se divertindo no parque dos cachorros enquanto ligava o carro, ela não imaginava que aquilo se tornaria um caso de polícia.

Walter, o buldogue francês de 10 anos, costuma ser comportado e dócil. Mas quando as coisas não vão bem para ele, o buldogue pode ser um pouco… dramático.

A moradora de Austin, Texas, nos Estados Unidos, estava apenas a 30 metros de distância de Walter, mas para o cachorro, aquilo parecia ter um peso muito maior.

“Neste dia, decidi ligar o carro porque estávamos nos preparando para sair, e ele deve ter pensado que eu estava indo sem ele”, contou Amber ao Newsweek.

Walter começou instantaneamente a uivar e gemer no cercado de uma maneira tão dramática que uma vizinha ligou para a polícia relatando “é um homem gritando em dor extrema”.

Por sorte, a vizinha logo percebeu que era apenas Walter expressando sua insatisfação com a ideia de ser deixado para trás.

“Pelo que minha vizinha me contou, ela ligou para a polícia, mas depois ligou novamente para informar que era apenas um cachorro assim que percebeu que era o Walter”, disse Amber.

No fim, todo mundo acabou rindo da situação, e Amber aproveitou para compartilhar a história engraçada no Instagram de Walter (@waltergeoffreythefrenchie).

O vídeo mostra o momento em que ele ‘grita’ dramaticamente. Na legenda, Amber brinca com a situação:

“Se eu tivesse um dólar cada vez que alguém achasse que eu estava o matando, já teríamos nossa própria ilha agora”.

Veja o vídeo:

O vídeo rapidamente se tornou viral, acumulando mais de 25,6 milhões de visualizações e milhares de comentários de pessoas se divertindo com a performance teatral de Walter.

Os comentários na postagem foram repletos de elogios e risadas, com internautas expressando simpatia pelo ‘drama queen’ canino.

Muitas pessoas enfatizaram que o fato de Walter ter nome de gente tornou a situação mais engraçada ainda, pois parecia que ela estava xingando um idoso barulhento.

“Algo sobre o nome dele ser ‘Walter’ faz parecer que você está repreendendo um ‘velho gritando por ser dramático demais’”

“Realmente não ajuda quando seu cachorro se chama Walter. Imagine ouvir uma pessoa gritando e isso é seguido por ‘cala a boca, Walter!’”.

“Essa voz combina com o nome Walter”

Amber, por sua vez, é grata por todos terem apreciado o charme rabugento de Walter, mesmo que tenha causado alguns mal-entendidos.

“Quando ele está de mau humor, eu apenas deixo ele extravasar. Todos nós temos dias ruins e precisamos superá-los. Eu só queria poder gritar durante meus momentos, mas não é tão aceitável.”

Ela enfatiza que, apesar das ocasionais ‘birras’ de Walter, ele é amado por onde passa e é uma fonte constante de alegria e risadas.

“Acho tão especial que ele consiga fazer as pessoas sorrirem e rirem não importa de onde sejam ou quem sejam. Ele é meu filho antes de qualquer outra coisa, e sou tão sortuda por ter sido abençoada por ser sua mãe, mesmo que tenha perdido um pouco da audição no processo.”

O American Kennel Club sugere que os buldogues franceses são “cães de poucas palavras” e que eles “não latem muito”. Walter não é exceção, já que ele não late, mas sim, grita como um “idoso em apuros”.

Você pode acompanhar o buldogue no Instagram clicando aqui.

Veja também este vídeo:

O que aconteceu com Cleitinho Fubá e as gangues dos caramelos do Sul e do Norte?

Fonte: R7 – RPet

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Pesquisar

Últimas Notícias

Categorias