22.6 C
Distrito Federal
terça-feira, julho 16, 2024

Secretário deixou o cargo após ficar de ‘mãos atadas’ em VG

Secretário municipal de Saúde de Várzea Grande, Gonçalo Antunes de Barros (MDB), demonstrou certo descontentamento após se sentir de “mãos atadas” para executar algumas ações que eram necessárias da pasta. O gestor que pediu demissão do cargo na última segunda-feira (4) deu detalhes sobre sua saída da gestão Kalil Baracat (MDB).

“Não se faz gestão pública sem política. Quando começa os projetos, planejamentos e você vai sentindo que o sistema impossibilita de alguma maneira, algum avanço, que pode ser prejudicial a esse sistema, é melhor que se interrompa os trabalhos. Estava sobrando, o sistema incomoda e provoca desconforto”, disse ao Jornal do Meio Dia (TV Vila Real, canal 10).

 

Leia também – Ônibus com pacientes cai em bueiro e ‘tranca’ rua no Consil; vídeo

Gonçalo Barros entrou no comando da Saúde de Várzea Grande em janeiro de 2021 e já havia passado pelas pastas de Assuntos Estratégicos e também de Viação, Obras e Urbanismo anteriormente.

Pouco mais cedo, em entrevista ao programa Tribuna, da rádio Vila Real FM (98.3 FM), o gestor revelou que já chegou a ter embates e enfrentamentos mais acalorados em relação a pedidos de indicações na saúde. Contudo, preferiu não se envolver nas discussões.

Pontuou também que encerra um ciclo e deixa o cargo a “alguém mais oxigenado” na próxima gestão. “Não fica aqui nenhuma crítica, muito pelo contrário, somente agradecimentos. No entanto, há algumas situações que a gente se vê sem condições de avançar, aí é preferível sair”, finalizou.

Fonte: R7 – Cidades

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Pesquisar

Últimas Notícias

Categorias