21.6 C
Distrito Federal
sábado, março 2, 2024

Resultado do Enem 2023 será divulgado nesta terça-feira; saiba como conferir – Notícias

O Ministério da Educação (MEC) divulga nesta terça-feira (16) o resultado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2023. O acesso às notas deve ser feito pela Página do Participante, com o login da plataforma Gov.br.

Além de avaliar o desempenho dos alunos que estão terminando o ensino médio, a prova é a principal porta de entrada para as instituições de ensino superior no Brasil.

Segundo o MEC, mais de 3,9 milhões de pessoas fizeram a avaliação no ano passado. Ainda de acordo com a pasta, os resultados dos chamados “treineiros”, pessoas que participam do certame sem concorrer às vagas, vão ser divulgados em março.

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo Telegram
Assine a newsletter R7 em Ponto

O espelho das redações será divulgado em 90 dias após a divulgação dos resultados. Os textos são avaliados com as cinco competências e a nota pode chegar a 100. Porém, há fatores que podem resultar em nota zero. Entre eles, estão a fuga do tema, trecho desconectado e desrespeito.

As notas da avaliação são utilizadas no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e de iniciativas como o Programa Universidade para Todos (Prouni).

Caderno de prova do Enem vazou antes do horário de liberação

No segundo domingo de prova do Enem 2023, em 12 de novembro do ano passado, um arquivo digital do caderno de provas da segunda etapa do exame foi enviado ao R7 Educação por dois cursos preparatórios às 17h32. O conteúdo só poderia ter sido divulgado a partir das 18h, horário mínimo para sair do teste com o exame impresso.

Os enunciados coincidiam com os relatados por professores que foram embora do exame às 15h30, quando os portões foram abertos para a saída dos primeiros candidatos, sem o caderno em mãos.

A prova teve início às 13h30 e os candidatos tiveram de responder a 45 questões de matemática e a 45 de física, química e biologia. Para evitar fraudes, o Enem tem quatro cadernos, nas cores rosa, azul, branca e amarela, que apresentam as mesmas questões, mas em ordem diferente. O caderno enviado ao R7 foi o amarelo.

Na coletiva após a aplicação das provas, o ministro da Educação, Camilo Santana, comentou o vazamento. “Quero comentar dois fatos que ocorreram neste segundo dia. Primeiro foi a circulação de imagens da prova por volta das 17h, ou seja uma hora antes do horário autorizado para sair do ambiente da aplicação da prova. Nós imediatamente acionamos novamente a Polícia Federal. A Polícia Federal também já está em investigação, com várias diligências com relação a [vazamento de] fotos da prova do primeiro dia”, disse Santana.

Segundo o ministro, os candidatos não foram prejudicados porque não houve, de acordo com ele, vazamento antes do início da aplicação da prova. “A prova tinha sido iniciada às 13h30, todos os portões estavam fechados e três horas e meia depois houve essas circulações”, afirmou.

Este não foi o primeiro caso de vazamento de prova no Enem 2023. Na primeira etapa, em 5 de novembro, uma foto da página do exame com o tema da redação circulou nas redes sociais após o fechamento dos portões, às 13h30, e antes do horário em que os primeiros candidatos foram liberados.

O Inep informou na época que a Polícia Federal identificou oito pessoas que teriam divulgado a imagem. A PF realizou oitivas em Caruaru (PE), Natal (RN), Cornélio Procópio (PR) e Brasília (DF). Também estão sendo realizadas diligências no Rio Grande do Sul e no Ceará.

De acordo com o Inep, foram apreendidos materiais que seriam usados para fraude em Maceió (AL) e em Vitória da Conquista (BA). “As empresas responsáveis pelo gerenciamento das mídias sociais foram oficializadas para preservar as imagens das provas e auxiliar com o rastreamento das postagens”, disse o instituto.

Fonte: R7 – Brasília

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Pesquisar

Últimas Notícias

Categorias