19.6 C
Distrito Federal
segunda-feira, abril 15, 2024

Rally Dakar 2024 – Ricky Brabec é o novo líder após etapa de 48 horas

Nacho Cornejo

A equipe Monster Energy Honda foi a vencedora do 48 Horas Chrono do Rally Dakar 2024, encerrado nesta sexta-feira (12/1), na Arábia Saudita. O piloto francês Adrien Van Beveren completou no menor tempo o desafio válido pela sexta etapa da prova. Além disso, na classificação geral das motos, o norte-americano Ricky Brabec assumiu a liderança, também com a motocicleta Honda CRF 450 Rally.

Com largada e chegada em Shubaytah, a inédita ‘etapa de dois dias’ desafiou os pilotos em 835 quilômetros de percurso, incluindo 626 de especiais (trechos cronometrados). O plano de fundo foi a inóspita região do deserto Rub’ al-Khali, conhecido como Empty Quarter, com seus 650.000 quilômetros quadrados de dunas. Às 16h (horário local) da quinta-feira (11/1), o cronômetro foi parado e os competidores se encaminharam para o acampamento mais próximo (oito ao todo) em que passaram a noite, sem assistência mecânica e acesso à internet.

Nesta sexta-feira pela manhã, a disputa foi retomada e Van Beveren, que já era o mais rápido, confirmou a vitória no estágio. Acostumado a acelerar na areia, ele fez valer toda a sua intimidade com esse tipo de terreno, além de lidar muito bem com a navegação.

Brabec terminou a etapa em terceiro, a 5min02seg do companheiro de time. Suficiente para comandar a classificação geral das motos no Rally Dakar, com 51 segundos de vantagem sobre Ross Branch, da Botsuana. Van Beveren, que chegou à etapa 48 Horas Chrono com mais de 20 minutos de desvantagem para a liderança, agora aparece em terceiro lugar da tabela, a 9min21seg. O chileno Jose Ignacio “Nacho” Cornejo, nono na etapa, vem em quarto no acumulado, a 14min14seg de Brabec.

Depois de enfrentar um problema de falta de combustível a apenas 10 km do reabastecimento no primeiro dia da etapa 48 Horas Chrono, o também chileno Pablo Quintanilla retornou a Shubaytah com o 33° tempo e agora aparece em 17° na classificação geral. Destaque na primeira semana do Rally Dakar, ele tem uma prova de recuperação pela frente. Já o norte-americano Skyler Howes, por conta de um problema mecânico, foi obrigado a abandonar no primeiro dia do 48 Horas Chrono.

Neste sábado (13/1), os competidores ganharão um merecido dia de descanso em Riad. Como o local fica a mais de 800 km de Shubaytah, os pilotos seguiram viagem de avião, enquanto as motocicletas foram transportadas por vias terrestres pela equipe Energy Honda Team.

O 46º Rally Dakar é válido como abertura do Campeonato Mundial da modalidade e tem percurso de mais de 7.900 km – cerca de 4.770 deles de especiais. Esta é a quinta vez que o Rally Dakar é sediado na Arábia Saudita. O desafio total soma 12 etapas, além de um dia de descanso, e a chegada está programada para 19 de janeiro, em Yanbu.

Ruben Faria (Gerente geral da equipe Monster Energy Honda Team) – “Um dos nossos objetivos era chegar ao dia de descanso com bom resultado na etapa 48 Horas Chrono. Foram dois dias com 100% de dunas, muito exigentes, mas sabemos que Adrien é um piloto forte neste tipo de terreno, e foi um grande resultado para ele. Ricky terminou em uma ótima terceira posição e Nacho, obrigado a andar mais de 400 km abrindo a especial, fez um ótimo trabalho para perder pouco tempo. Estamos em uma posição forte e vamos nos preparar para as etapas restantes com uma missão em mente: vencer o Rally Dakar 2024”.

Pablo Quintanilla #7 – “O primeiro dia da 48 Horas Chrono foi desastroso, já que fiquei sem combustível pouco antes do reabastecimento. Cheguei a pensar que estava fora da prova, já que busquei combustível com outros pilotos e eles também estavam no limite. Esperei em torno de uma hora e meia para retornar. Fiz meu melhor, mas perdi tanto tempo que, infelizmente, perdi qualquer chance de lutar pela ponta do rally. É triste quando essas coisas acontecem após trabalhar tanto para o Dakar, mas assim é o esporte, são coisas que podem acontecer. Poderei prosseguir e, daqui até a chegada, quero me divertir, andar a 100% e terminar o rally de uma forma positiva”.

Ricky Brabec #9 – “Passamos bastante tempo nas dunas, mas não me importo, já que o desafio de andar por tantas horas e quilômetros tornou tudo divertido. Acampar com os rapazes foi sensacional, tivemos bons momentos na noite passada, apesar de não conseguir dormir tanto. O estágio foi de dunas o tempo todo, mas muito interessante, e espero ter a chance de fazer algo parecido novamente. As etapas com pedras e caminhos abertos são melhores para mim. Nas dunas eu andei forte, mas de forma segura no fim, para não ser o primeiro a largar na sétima etapa. Vou chegar à segunda semana em ótima situação, vamos ver o que reservam os próximos seis dias”.

Skyler Howes #10 – “Estou triste por deixar o rally tão cedo. Depois de um início longe do ideal, apostava na etapa 48 Horas Chrono e na segunda semana para recuperar o tempo que perdi nos primeiros dias. O problema que me tirou da disputa não é culpa minha, dos mecânicos ou da equipe. Quando você anda no limite por tantos dias, a sorte entra na equação – e ela me pregou uma peça. Algumas vezes isso acontece no motociclismo e tudo que há a fazer é aprender as lições”.

José Ignacio “Nacho” Cornejo #11 – “Estou feliz com a posição em que terminei, já que a ideia era minimizar a perda de tempo por andar à frente em boa parte da etapa. Forcei o máximo que pude e estou contente com meu desempenho. Ainda temos uma semana pela frente e vamos seguir fazendo o que estamos fazendo, que é andar o máximo etapa a etapa. Alguns dias traiçoeiros vêm pela frente, mas terei uma posição de largada favorável para a sétima etapa”.

Adrien van Beveren #42 – “Essa etapa era muito importante para mim, já que sabíamos o que vinha pela frente e que eu teria a chance de andar bem nas dunas e fazer a diferença. Acelerei forte no começo, mas isso esvaziou meu primeiro tanque de combustível muito rápido e precisei mudar minha pilotagem para torná-la mais suave e economizar combustível. Consegui manter um bom ritmo e foi muito bom vencer. Estou feliz por completar o 48 Horas Chrono, foi uma boa experiência encarar uma etapa tão longa nas dunas. Chegamos completamente desgastados, foi muito exigente fisicamente, mas gostei de ter essa oportunidade”.

Resultados – Rally Dakar 2024 / Arábia Saudita

Classificação após a etapa 6 / Motos (extraoficial – cinco primeiros)
1 – Ricky Brabec (EUA) -#9 – 27h11min21 – Equipe Monster Energy Honda
2 – Ross Branch (BWA) – #46 – 27h12min12
3 – Adrien Van Beveren (FRA)- #42 – 27h20min42s – Equipe Monster Energy Honda
4 – José Ignacio “Nacho” Cornejo (CHI) – #11 – 27h25min35s – Equipe Monster Energy Honda
5 – Toby Price (AUS) – #2 – 27h38min21
17 – Pablo Quintanilla (CHI) – #7 – 29h26min02s – Equipe Monster Energy Honda

Etapa 6 / Motos (extraoficial)
1 – Adrien Van Beveren (FRA)- #42 – 7h57min29s – Equipe Monster Energy Honda
2 – Toby Price (AUS) – #2 – 8h01min42s
3 – Ricky Brabec (EUA) -#9 – 8h02min31s- Equipe Monster Energy Honda
4 – Daniel Sanders (AUS) – #5 – 8h04min24s
5 – Ross Branch (BWA) – #46 – 8h07min09s
9 – José Ignacio “Nacho” Cornejo (CHI) – #11 – 8h19min18s- Equipe Monster Energy Honda
33 – Pablo Quintanilla (CHI) – #7 – 9h54min12s – Equipe Monster Energy Honda

Fonte: R7 – Automobilismo

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Pesquisar

Últimas Notícias

Categorias