19.6 C
Distrito Federal
sábado, fevereiro 24, 2024

Mais de 2,7 mil presos não voltaram da ‘saidinha’ de Natal –

Um levantamento da Folha de S.Paulo mostra que 56,9 mil presos em todo o país obtiveram o benefício da saidinha de Natal — a possibilidade de passar as festas de fim de ano com a família. Ao todo, 2.741 não voltaram para a cadeia, o que corresponde a quase 5% do total.

+ Leia as últimas notícias de Brasil no site da Revista Oeste.

A Folha fez o levantamento a partir de informações das secretarias responsáveis pelo sistema penitenciário em 18 unidades da federação. Oito Estados (Acre, Alagoas, Amazonas, Goiás, Mato Grosso, Paraíba, Rio Grande do Nortes e Tocantins) disseram que não concederam o benefício. A Bahia não respondeu e o Pará informou que a saidinha ainda está em vigor em algumas comarcas do Estado.

Em reportagem publicada na Edição 199, Oeste mostrou que em São Paulo, onde 34.547 tiveram o benefício, 1.566 presos não voltaram. A taxa é de 5%.

No Rio de Janeiro, dos 1.785 presos que obtiveram a saidinha, 253 não voltaram à cadeia. Isso corresponde a 14% do total, a mais alta taxa dos Estados. Dos que fugiram, três são chefes do Comando Vermelho, maior facção criminosa do Rio de Janeiro: Saulo Cristiano Oliveira Dias, 42, conhecido como SL, do Complexo do Chapadão, e Paulo Sérgio Gomes da Silva, 47, o Bin Laden, do Morro Santa Marta, e Willian da Silva.

policial Roger Dias
Sargento Roger Dias da Cunha, de 29 anos, morto durante perseguição policial em Belo Horizonte| Foto: Reprodução/Redes sociais

Na reportagem, Oeste também mostra a reação de parlamentares à morte do sargento Roger Dias da Cunha, de 29 anos, em Belo Horizonte. Em 5 de janeiro, ele foi baleado por um preso beneficiado com a saidinha. O assassino de Roger tinha 18 registros por crimes como roubo, tráfico, falsidade ideológica, receptação, ameaças e agressão.

A intenção é aprovar no Congresso uma alteração do Código de Processo Penal que restrinja ou impeça a saidinha, hoje concedida a presos do semiaberto com bom comportamento que não tenham sido condenados por crimes hediondos.

Leia a reportagem completa de Oeste — O Brasil precisa acabar com as ‘saidinhas’ da cadeia — neste link.

Fonte: R7 – Brasil

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Pesquisar

Últimas Notícias

Categorias