19.6 C
Distrito Federal
domingo, março 3, 2024

IPVA 2024: parcele o documento com estes 3 aplicativos

Com o início do ano, chegam também as responsabilidades fiscais, e para muitos motoristas, o temido Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) torna-se uma preocupação financeira.

Visando facilitar a vida dos contribuintes, algumas empresas lançaram aplicativos que oferecem a conveniência de parcelar o IPVA em até 12 vezes no cartão de crédito, proporcionando alívio financeiro e organização para os proprietários de veículos. Veja 3 apps para parcelar o IPVA neste ano:

1. PicPay: parcelamento descomplicado e popular

O PicPay, conhecido como a ferramenta de pagamento mais popular do mercado, é uma opção confiável para parcelar o IPVA 2024. Com a possibilidade de dividir o tributo em até 12 meses no cartão de crédito, o PicPay cobra uma taxa de 5,99%, acrescida de 5,99% por parcela.

Veja também: Últimas chances de ter a isenção do IPVA 2024

Além do parcelamento do IPVA, o aplicativo oferece uma variedade de serviços financeiros, tornando-se uma escolha conveniente para quem busca praticidade e confiabilidade.

2. Veloe: além do IPVA, soluções integradas para motoristas inteligentes

O Veloe não se limita apenas ao parcelamento do IPVA; ele oferece uma gama de funcionalidades para facilitar a vida dos motoristas. Além do pagamento fracionado do imposto, o aplicativo proporciona recursos para quitação de multas e ainda disponibiliza uma tag para agilizar a passagem por pedágios e estacionamentos.

IPVA tem alguns descontos exclusivos. (Reprodução/Youtube)

RecargaPay: mais um app para parcelar o IPVA

O RecargaPay surge como uma excelente opção para parcelar o IPVA em até 12 vezes, proporcionando não apenas praticidade, mas também a consulta de débitos do veículo. Este aplicativo destaca-se por oferecer diversas formas de pagamento, adaptando-se às preferências e necessidades individuais do motorista.

Com o RecargaPay, é possível ter o controle total das finanças do veículo de maneira descomplicada.

Fonte: R7 – Economia

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Pesquisar

Últimas Notícias

Categorias