24.6 C
Distrito Federal
sábado, abril 20, 2024

Doação de sangue 2024. Todo doador é sangue bom.

hospital do Rio diagnostica paciente com doença rara

O Hospital Municipal Salgado Filho, no bairro do Méier, zona norte do Rio de Janeiro, identificou em um dos pacientes uma doença rara, com menos de 200 registros em todo o mundo.

+ Leia mais notícias do Brasil em Oeste

O paciente é um homem de 62 anos, diagnosticado com divertículo gigante. Trata-se de uma formação inflamatória abdominal maior que sua versão mais comum. 

Leia também: “Candidíase: confira tratamentos inovadores para doença, comum no verão”

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, o homem chegou à unidade com dores na barriga e perda de peso — sintomas comuns de divertículo. 

O tamanho da inflamação era maior do que o normal

Divertículo
De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, o homem chegou à unidade com dores na barriga e perda de peso — sintomas comuns de divertículo | Foto: Reprodução/Twitter/X

Durante os exames, os médicos se surpreenderam com o tamanho da inflamação na região abdominal, que era maior do que o normal. 

Leia mais: “Número de infartos fulminantes cresce 150% no Brasil”

“Nunca tínhamos ouvido falar em divertículo gigante”, disse o médico Leonardo Fiuza. “Pesquisamos e vimos que os casos eram raríssimos. Foi uma surpresa muito grande, que começou com um paciente com queixa de dor na barriga.” 

Leia também: “Vacinação contra febre aftosa vai ser suspensa a partir de 2024; entenda”

Uma semana depois do diagnóstico, o paciente passou por uma cirurgia e recebeu alta. Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde informou que ele está plenamente recuperado. 

O caso do divertículo foi apresentado em congresso na Europa

O caso foi apresentado no 17º Congresso Europeu Colorretal — evento científico voltado para doenças raras — em dezembro de 2023, na Suiça. 

Leia mais: “Anvisa aprova novo tratamento para doença grave de pele”

“Ficamos muito orgulhosos pelo fato de o Hospital Salgado Filho ser representado na Suíça, com um trabalho superinteressante sobre um caso tão raro”, disse Leonardo. 

Desde 1946, quando a doença foi descoberta, foram registrados menos de 200 casos da doença no mundo.

Leia também: “Oxford lista 11 fatores de risco para o desenvolvimento de demência”

Fonte: R7 – Brasil

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Pesquisar

Últimas Notícias

Categorias