22.6 C
Distrito Federal
terça-feira, julho 16, 2024

Ferrari “mais ou menos onde esperávamos estar”

Carlos Sainz

A Ferrari iniciou o primeiro fim de semana de corrida impulsionada pelo desempenho nos testes oficiais de pré-temporada da semana passada, onde emergiu como a equipe mais rápida no Bahrain.

Eles não conseguiram reproduzir essa forma na quinta-feira, com Carlos Sainz terminando o dia em quarto, com um melhor tempo de 1min30s769, e seu companheiro de equipe, Charles Leclerc, em nono, com uma volta mais rápida de 1min31s113.

“Foi um dia de treinos mais complicado em comparação com os testes com temperaturas mais baixas e ventos mais fortes, o que tornou mais difícil ser consistente na pista”, observou Sainz após o final da atividade na pista do dia.

“Obviamente não conhecemos o plano de funcionamento dos outros, mas em termos de competitividade parece que estamos mais ou menos onde esperávamos estar”, acrescentou.

“Tivemos uma boa quinta-feira, completando todo o nosso programa e testes de pneus. Agora é hora de analisar os dados e nos preparar para a classificação de amanhã. Estou ansioso por isso, parece que vai ser apertado!”, completou o espanhol.

Por sua vez, Leclerc disse que “não há muito a dizer” sobre os treinos de hoje. “É muito difícil ler a nossa competitividade por enquanto, mas não houve grandes surpresas”, explicou. “Sem surpresas ruins, nem surpresas boas também”.

“Cometi um pequeno erro na minha volta rápida, e é um pneu de uma volta, então foi isso. Mas, fora isso, tudo se resume a amanhã, tentando me concentrar em dar um passo à frente”, prosseguiu.

“Sinto-me muito bem com o carro”, afirmou ele. “É um começo muito melhor em comparação com o ano passado, quando chegamos à primeira corrida e foi muito difícil saber qual era exatamente a janela certa para otimizar nosso carro. Hoje não é o caso: sabemos que estamos na janela certa para ter o melhor desempenho com este carro específico”.

Leclerc – que venceu aqui há dois anos – disse acreditar que a Ferrari estaria na briga novamente neste fim de semana, mas admitiu que foi pego de surpresa pela rapidez com que a Mercedes esteve na pista hoje.

“Foi bom estar de volta ao carro ao lado de todos os outros pilotos para começar a temporada. Agora temos muito trabalho a fazer, especialmente em termos de equilíbrio para ver onde estaremos amanhã”, comentou.

“Espero estar lá com os outros; o único ponto de interrogação é obviamente a Red Bull, quão à frente eles estão. Mas com os outros, ficaria surpreso se não estivéssemos na briga. A Mercedes parece forte, o que é uma surpresa”, admitiu o monegasco.

“Mas não sabemos qual combustível eles usavam. Acho que teremos todas as nossas respostas amanhã. Isso apenas mostra que você nunca pode analisar testes, porque as pessoas tendem a não mostrar todas as suas cartas”, acrescentou Sainz. “Está claro que a Mercedes estará na luta”.

“A Red Bull no longo prazo foi muito mais rápida do que no curto prazo, então espero que eles também sejam mais fortes amanhã e (sábado)”, sugeriu ele. “É tudo uma questão de antecipar as condições e tirar o melhor proveito deste fim de semana”.

Fonte: R7 – Automobilismo

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Pesquisar

Últimas Notícias

Categorias