19.6 C
Distrito Federal
terça-feira, março 5, 2024

Engenheiro brasileiro no centro da polêmica com o Apple Watch

A disputa de patentes entre a Apple e a Masimo, fabricante de equipamentos médicos, levou à suspensão das vendas do Apple Watch Series 9 e do Apple Watch Ultra 2 nos Estados Unidos. O motivo é o sensor que analisa o nível de oxigênio no sangue dos usuários.

A polêmica envolve um engenheiro brasileiro, Marcelo Lamego, que trabalhou na Masimo de 2003 a 2014. Em 2013, a Apple o convidou para trabalhar em seu novo relógio inteligente, mas ele recusou. No ano seguinte, porém, foi demitido da Masimo e decidiu aceitar a oferta da Apple.

Lamego levou outros 20 funcionários da Masimo para a Apple, mas sua passagem pela empresa durou apenas sete meses. No período, ele trabalhou no desenvolvimento do sensor de oxigênio no sangue.

O Apple Watch foi lançado em 2014, mas o sensor de oxigênio no sangue só chegou em 2020, com o modelo Series 6. Nesse meio tempo, Lamego fundou sua própria startup, a True Wearables, para criar o Oxxiom, um gadget com as mesmas funções de monitorização de oxigênio no sangue.

A Masimo processou a True Wearables e conseguiu impedir o lançamento do Oxxiom. Em seguida, a empresa processou a Apple, acusando-a de roubar sua tecnologia. A Masimo pede US$ 3 bilhões em danos.

A Apple ainda não se pronunciou sobre o caso. A empresa pode tentar encontrar uma alternativa para contornar a disputa de patentes e voltar a vender o Apple Watch Series 9 e o Apple Watch Ultra 2 nos EUA. Outra possibilidade é que a empresa seja

Leia Também: Cansado de esperar? Saiba como carregar o iPhone 15 mais rapidamente

Fonte: Notícias ao Minuto Brasil – Tech

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Pesquisar

Últimas Notícias

Categorias