21.6 C
Distrito Federal
terça-feira, julho 23, 2024

Brasil coloca Polícia Federal à disposição do Equador para ajudar a combater onda de violência

O diretor-geral da Polícia Federal, Andrei Rodrigues, colocou a corporação à disposição do diretor da Polícia do Equador, Cesar Zapata, para auxiliar no combate à onda de violência se espalha pelo país. O Equador está em estado de exceção e decretou também “conflito armado interno”. A informação foi confirmada pela própria corporação brasileira.

“Foram acionados os adidos da PF na Colômbia e no Peru, para que acompanhem a situação e façam as devidas informações. Além disso, a PF está atenta às informações e troca de dados via Ameripol e Interpol. Desde outubro do ano passado, a PF admitiu (pagando todos os custos) um policial do Equador no Centro de Cooperação Policial Internacional (CCPI) no Rio de Janeiro, que está servindo como ligação direta para acompanhamento da situação”, diz a corporação, em nota.

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo Telegram
Assine a newsletter R7 em Ponto

O Ministério das Relações Exteriores monitora uma denúncia de que um brasileiro, identificado como Thiago Allan, esteja entre pessoas sequestradas no país sul-americano. Segundo o Itamaraty, o governo brasileiro “acompanha com preocupação” e “manifesta também solidariedade ao governo e ao povo equatoriano” diante dos ataques violentos.

Crise

O Equador vive uma onda de violência após a fuga do chefe da maior facção criminosa local da cadeia. Líder do grupo Los Choneros, José Adolfo Macias desapareceu da prisão onde estava detido. Apelidado de Fito, ele foi condenado em 2011 a 34 anos de prisão por vários crimes, incluindo tráfico de drogas e homicídio.

Fonte: R7 – Política

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Pesquisar

Últimas Notícias

Categorias