Primeiro turno teve diminuição de votos brancos e nulos, diz TSE
IPC-S registra inflação de 0,02% em setembro, diz FGV
Metade dos brasileiros abandonam o tratamento ainda no primeiro ano
Micro e pequenas empresas criaram mais de 70% dos empregos de agosto
Condutores de máquinas agrícolas agora devem portar registro

Vasco tem dois meses de salários atrasados, e Salgado se reúne com funcionários que ameaçam greve

Lance

Lance Lance

Em meio aos problemas financeiros, o Vasco completou dois meses de salários atrasados a jogadores e funcionários. Diante disso, os colaboradores do clube ameaçaram entrar em greve e tiveram uma reunião com o presidente Jorge Salgado nesta última terça-feira. A informação foi inicialmente divulgada pelo portal “GE”

No primeiro momento, o mandatário não estabeleceu uma data para quitar o débito com os colaboradores. Contudo, disse que aguarda a liberação de recursos bloqueados na Justiça para efetuar o pagamento da folha de julho.

+ Confira e simule a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro

A expectativa inicial é que o pagamento aconteça nos próximos dias. No entanto, não está descartada a paralisação por parte dos funcionários. Alguns deles podem não trabalhar na segunda-feira, data da partida entre Vasco e Goiás, em São Januário, pela 27ª rodada da Série B.

+ Após evento-teste, Vasco irá pedir à prefeitura do Rio a liberação de 7,7 mil torcedores no duelo com o Goiás

Com isso, a desembargadora Edith Maria Correa Tourinho, presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região, atendeu a solicitação do clube carioca. A direção pediu a magistrada que parte do dinheiro bloqueado para atender a execução forçada de R$ 93,5 milhões em dívidas trabalhistas seja liberado para o pagamento dos salários.

A magistrada acatou a solicitação, visto que a execução de R$ 93,5 milhões em dívidas trabalhista aconteceu no Regime Especial de Execução Forçada (REEF) e foi suspenso pela Justiça. O tribunal aguarda que o Vasco apresente um plano para o pagamento das dívidas no prazo estabelecido.

+ Após novo empate no fim, Vasco precisa de uma arrancada histórica para subir; entenda a matemática

Salgado, então, deu essa liberação como garantia na conversa que teve com os colaboradores. O clube conseguiu fazer um acordo com o Ministério Público para reservar parte das receitas para pagar salários. Todavia, o bloqueio de parte desses recursos impossibilitou o pagamento.

O Vasco completou dois meses de salário atrasado a funcionários (CLT) e jogadores (CLT, mas alguns também recebem direitos de imagem). Cabe salientar que a data do pagamento é dia 5, porém existe um acordo informal para que aconteça no dia 20 de cada mês.

Compartilhe este conteúdo!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.