Drenar-GDF-300x250-GIF
GDF cria grupo de trabalho para modernizar sistemas de gestão de saúde
Fachin prorroga prazo para plano de proteção de indígenas isolados
Estudo encontra dez novas espécies de leguminosas
Prioridade a pessoas idosas será indicada pelo símbolo “60+”
Nova Lei amplia idade máxima de veículos de aplicativos para 10 anos

Raphael Veiga na Seleção? Abel Ferreira evita assunto e elogia Tite

Raphael Veiga na Seleção? Abel Ferreira evita assunto e elogia Tite

Em entrevista coletiva no Allianz Parque após a vitória do Palmeiras por 3 a 0 contra a Ponte Preta nesta quarta-feira (26), pelo Paulistão 2022, o técnico Abel Ferreira comentou sobre a atuação de Raphael Veiga, decisivo mais uma vez ao deixar Rony em condições de marcar o terceiro após bela assistência. Questionado sobre a ausência do jogador na lista de convocados da Seleção Brasileira, o português aproveitou para exaltar o trabalho de Tite e, de quebra, cutucar seus antecessores no comando da Amarelinha. “Não sou o treinador da Seleção Brasileira. Eu respeito muito o trabalho do Tite, que me desculpe muito todos os outros selecionadores, mas já faz muito tempo que a Seleção Brasileira não tinha um treinador muito qualificado. Mais do que falar disso ou daquilo é olhar os números. Eu gosto muito de ver os números e os números que eu tenho são impressionantes”, disse o português. “Portanto, o que eu tenho que fazer e o que o Veiga tem que fazer é respeitar as decisões do selecionador, apoiar a Seleção e trabalhar diariamente como está trabalhando, com calma, com afinco, e nos jogos mostrar que está preparado para [ser convocado]. E tenho certeza absoluta que, mais cedo ou mais tarde, o Tite vai convocá-lo. Agora é só ele continuar focado aqui, no agora, nos treinos, nos jogos e fazer o que fez hoje no jogo, um passe açucarado, que faz a diferença”, completou. Para o treinador, além da assistência para Rony, o meia foi bem quando não teve a bola nos pés. Algo que precisa manter se quiser chamar a atenção – inclusive de Tite. “Nós sabemos da qualidade dele com a bola, é inegável a forma como finaliza, como passa, como chuta, como dribla, e nós queremos também um jogador disciplinado taticamente para que, de uma vez por todas, o selecionador [Tite] e outras equipes olhem para ele como um jogador completo”, finalizou. Sem Raphael Veiga, mas com o goleiro Weverton, também do Palmeiras, o Brasil joga pelas Eliminatórias Sul-Americanas nesta quinta-feira (27), às 18h, em Quito, contra o Equador. Já o Verdão volta a campo pelo Paulistão no sábado (29), às 16h, contra o São Bernardo, fora de casa.

Fonte: R7 – Esportes

Compartilhe este conteúdo!

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *