Atividade econômica tem alta de 0,69%, em junho
Gastos reais com funcionalismo caem para menor nível desde 2008
Eletrobras tem lucro de R$ 1,4 bilhão no segundo trimestre
Caixa paga Auxílio Brasil a beneficiários com NIS de final 5,
Termina hoje prazo para prefeituras fazerem cadastros no Bem-Taxista

Motorista que atropelou e matou técnica de enfermagem é condenado a 20 anos por homicídio

Wilson Benevides de Souza, de 29 anos, que dirigia um veículo modelo BMW quando atropelou e matou a técnica de enfermagem, Carla Jaqueline Miranda, de 40 anos de idade, na avenida Prefeito Heráclito José Diniz de Figueiredo com a rua Veridiana, no Bairro Estrela do Sul, em Campo Grande (MS) em Janeiro de 2021, foi julgado nesta quarta-feira, 20 de Abril, pelo juiz Aluízio Pereira dos Santos.

Acusado foi condenado com a pena de 20 anos de reclusão em regime fechado pelo homicídio triplamente qualificado – perigo comum, recurso que dificultou a defesa da vítima e para assegurar a impunidade de outros crimes. Além disso, foi determinado a fixação de forma cautelar de alimentos no valor de 1 salário mínimo em favor dos filhos da vítima, ela possuía 5 filhos, três menores de idade e um deles com síndrome de down.

O pagamento deve iniciar no dia 10 de Maio até completar R$ 30.000,00, salientando que a família poderá pleitear na esfera cível uma reparação de igual ou valor superior. Foi decidido também a proibição do réu obter CNH/permissão para dirigir.

Durante o julgamento, o acusado ficou todo o momento com a cabeça baixa e optou em não responder as perguntas do juiz e da promotoria, apenas da Defesa. Pela primeira vez sentado no banco dos réus, ele contou sobre o acidente. Segundo ele, fugiu da abordagem da Polícia Militar, por estar sendo ameaçado de morte pela polícia por ter 47 passagens pela polícia. “Eu fiz muita coisa errada no meu passado”, ressaltou.

O julgamento foi acompanhado pela família da vítima. A filha mais velha, Raissa Miranda Azambuja também foi ouvida pelo Ministério Público. Em depoimento, a filha disse que diferente do acusado, que não era habilitado, minha mãe sempre foi cuidadosa no trânsito. “Mesmo antes de ter comprado a motocicleta que era um sonho, sempre fez a renovação da carteira de motorista, circulando dentro da legalidade”.

Diário Digital

Diário Digital Diário Digital

Wilson Benevides de Souza já tinha 47 passagens pela polícia
(Foto: Reprodução/Rede Social)

Na época do acidente fatal, o veículo estava em uma velocidade por volta de 100 km/h, quando atingiu a vítima. Ele furou o sinal vermelho, entrou na contramão e atingiu a moto Honda Biz conduzida pela vítima. Carla morreu no local depois de ser arremessada por cerca de 10 metros.

Wilson não tinha CNH e dirigindo um veículo “bob”. Com o teste do bafômetro foi constatado também presença de álcool. Ele foi preso em flagrante no dia da colisão e passou por audiência de custódia no dia 26 de Janeiro, no qual, permaneceu preso pela decisão do juiz Carlos Alberto Garcete.

O post Motorista que atropelou e matou técnica de enfermagem é condenado a 20 anos por homicídio apareceu primeiro em Diário Digital.

Fonte: R7 – Cidades

Compartilhe este conteúdo!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.