Drenar-GDF-300x250-GIF
Construção civil de alto padrão acredita no crescimento do mercado em 2023
DA DESISTÊNCIA DA AÇÃO DE MANDADO DE SEGURANÇA A QUALQUER TEMPO, RECENTE DECISÃO DO STJ
GDF cria grupo de trabalho para modernizar sistemas de gestão de saúde
Fachin prorroga prazo para plano de proteção de indígenas isolados
Estudo encontra dez novas espécies de leguminosas

Lore Improta desabafa sobre choro da filha: -Eu entrei em desespero

A pequena Liz nasceu no dia 26 de setembro e é fruto do relacionamento de Lore com Léo Santana

Lore Improta está compartilhando com seus seguidores que nem tudo são flores quando o assunto é maternidade. A pequena Liz, filha de Lore e Léo Santana, está sofrendo muito com dores relacionadas a formação de seu intestino, algo normal em recém nascidos.

Bateu um choro nela que eu entrei em desespero.

E completou, escrevendo na publicação: E aí eu choro junto.

A mais nova mamãe do pedaço desabafou dizendo que às vezes a pequena chora tanto que mesmo quando as duas estão longe, a mãe escuta o som em sua cabeça.

Acho que mães já passaram por isso também. Você fica tão neurótica que você fica escutando o choro da criança de distâncias que não tem como escutar, de tão louca que fica a cabeça.

Liz nasceu no dia 26 de setembro e tem encantado a todos com as publicações postadas pelos pais nas redes sociais. 

A seguir, confira as famosas que mandaram a real sobre maternidade:

Ao citar que mulheres lactantes já poderiam se vacinar contra o coronavírus, Sthefany Brito citou o processo de desmame de seu primeiro filho, Enrico. Ao postar a foto que você vê logo acima, a atriz escreveu: E essa é a última foto que tenho desse nosso momento tão nosso! Só nosso! Poderiam ter mil pessoas em volta, mas ele era só nosso! Já tem um tempinho que ele pega e larga meu peito… eu insistia, conversava muito com ele, pedia pra não deixar o leitinho da mamãe! Mas ele não quis mais! Me culpei (muuuuito), chorei algumas vezes no banho e entendi que nosso ciclo se encerrou! Foi muuuiito muuuuito (mesmo) no início da amamentação! Pensei milhões de vezes em desistir, chorava enquanto ele mamava e meu peito sangrava… mas insisti! Por ele, pra ele! E hoje também por ele e pra ele, estou com meu coração tranquilo em saber que o que importa é meu filho estar saudável! E ele está (enorme, gordinho e muito gostoso!). Nosso momento amamentação acabou, mas continuam os olhares apaixonados (eu quase infarto de tanto amor), os denguinhos, os colinhos e muitos outros momentos só nossos que estamos construindo e ainda vamos construir… É só o começo de uma vida inteira e muitos momentos tão importantes quanto todos que vivemos durante a amamentação!Marcella Fogaça, mãe das gêmeas Pietra e Sophia ao lado de Joaquim Lopes, postou essa foto que você vê acima e desabafou sobre o puerpério: Hoje foi um daqueles dias que os hormônios te pegam de jeito, dão a mão pra privação de sono severa e tentam te derrubar. Acontece e tem hora que não há pensamento positivo ou reza que nos acalme o choro. Mas a gente tem que se lembrar que uma coisa a gente sempre tem: o poder de decidir. Eu estava ali, sentada no muro entre um dia de bad ou simplesmente sair correndo em direção ao sol e a um respiro. Literalmente. Saí correndo da porta do meu elevador e só parei aí na praia. Eu, meu novo corpo, minha nova vida, tomando um sopro de calma familiar... Puerpério é f**a. Tem dias que uma pena parece pesar toneladas... e tudo bem. A gente sente o que sente, mas não se apega... deixa passar e se não passar, tome a decisão de sair um pouco daquela areia movediça. Saia correndo, tome um banho, ligue uma música alta, cante, endorfine! E se perdoe, sempre! Estamos fazendo o nosso melhor a todo instante. Tudo vai passar. Que bom e que pena. ( Vou sentir saudade delas desse tamaninho, tenho certeza!) Beijo gente linda, em especial pras mamães puerperentas. Tamo juntas! #maternidadereal #maedegemeas #puerperio.Não é novidade para ninguém que a gravidez e a maternidade não são um mar de rosas! Em entrevistas e até nas redes sociais, diversas famosas fazem questão de desmistificar a ideia de ser uma mãe perfeita, relatando aos seguidores e fãs que também enfrentam dificuldades na maternidade. Lore Improta, por exemplo, retornou às redes sociais cerca de 15 dias após dar à luz Liz, sua filha com o cantor Léo Santana, e acabou caindo no choro ao relatar as dificuldades emocionais do período pós parto: - Estou passando por uma melancolia, acho que hormonal, e toda hora eu chorava e eu pensava que teria que estar bem para poder voltar aqui. Além disso, estou dedicando meu tempo à Liz e também tive uma fase muito difícil na amamentação, mas está dando tudo certo. Eu tive parto normal, fiquei muito tempo em trabalho de parto, foi lindo, mas foi um processo. A influenciadora ainda ressaltou que está recebendo muito apoio dos familiares, e ainda admitiu que se sente culpada quando fica triste ou melancólica: - O Léo mesmo está fazendo bastante coisa, cuidando, trocando fralda, dando remédio. Minha mãe, minha sogra, as irmãs de Léo estão me ajudando muito. Eu tenho uma boa rede de apoio. Meu choro não é de tristeza, é só uma angústia que vem. Isso são dos hormônios mesmo. A gente se sente até culpada por estar mal mesmo com essa rede de apoio, porque muitas mulheres não tem nem isso. Obrigada por tanto carinho, gente. Eu e Liz estamos bem e voltando aos poucos por aqui, entendendo essa nova rotina e esse turbilhão de hormônios. Complicado, não é mesmo? Mas Lore não é a única a falar sobre o tema. Confira, a seguir, mais vezes em que as famosas já desabafaram sobre a maternidade real!Giselle Itié é mãe de Pedro Luna, de um ano de idade, e certa vez confessou que a decisão de expor o garoto, que é fruto da relação com o ator Guilherme Winter, na internet aconteceu após perceber que precisava sobreviver, principalmente por causa da pandemia do novo coronavírus. Giselle ainda falou sobre ter se tornado uma mãe solo, o que não imaginou que aconteceria quando a pandemia estourou, e ainda contou como foi a reação das amigas ao perceber que ela não se importava em se declarar mãe solo. Um baita explo, né?Pink passou a falar abertamente sobre os desafios da maternidade depois de se tornar mãe. Além de abordar questões feministas na criação da filha e publicar fotos divertidas ao lado das crianças e também dos momentos como mãe, como quando precisou retirar leite com ajuda de uma bombinha para amamentar o filho, a cantora também abordou como a mulher se sente em relação ao próprio corpo após dar à luz: Sei que não estou no meu peso e nem perto de chegar a ele depois de ter meu segundo bebê, mas eu não sou obesa. A única coisa que eu me sinto sou eu mesma. Fiquem longe dos padrões, meninas, aconselhou.Anteriormente, em uma live com a também atriz Carolinie Figueiredo, Giselle afirmou que, apesar dos comentários que constantemente recebe nas redes sociais, não está com depressão pós-parto: - Quando estou falando ou se escrevo um texto começo a receber comentários do tipo: Nossa, Giselle, você está depressiva, precisa procurar um médico. Não, nada contra se estivesse depressiva ou alguma coisa assim. Acontece. Mas é um ponto muito delicado você ouvir uma mãe falando do que ela sente sobre maternidade e já vir com dedos julgadores: Você está depressiva. Não. Ficar sem dormir é enlouquecedor. A artista também falou sobre o seu parto natural: - Senti muita dor. Já estava com nove centímetros e meio de dilatação, mas não sabia disso. Lembro de dizer para a minha mãe: Fala para a parteira que não vou esperar as contrações. Para mim, chega. Não nasci para isso. Porque eu já estava em contração, mas não sabia. Quando a parteira chegou e falou: Você está com nove centímetros e meio, aí eu disse: Então, tá, daqui não passo. Por fim, Itié citou as dificuldades da nova rotina: - Teve uma vez que eu não tomei café, fui almoçar só às 16 horas. Estava sozinha, minha mãe não estava aqui. Foi muito difícil.Virginia Fonseca já usou o Instagram para desabafar sobre as dificuldades que têm passado. A influenciadora digital deu à luz Maria Alice no dia 30 de maio, sua primeira filha e do cantor Zé Felipe, e confessou dua semanas depois o cansaço em cuidar da neném e que tem muito respeito por quem faz isso sem ajuda. - Eu admiro todas as mães do mundo, todas, todas, todas! E aquelas que fazem tudo sozinhas ainda, dá vontade de ajoelhar e falar: Você é f**a. Isso que tenho minha mãe, Poliana [sua sogra], tenho babá, o Zé também ajuda. Bicho, porque de coração, Nossa Senhora.Em outra ocasião, também no Instagram, ela publicou uma foto amamentando o filho e, na legenda, escreveu um poema desabafando sobre a fase do puerpério: Amar, leitar, sangrar, e por que não às vezes chorar? Desaguando estou, filho, meu Lunito. Choro ao descansar meus olhos nos seus, sentir cada respiração, sorrisos... ô, se choro. Me deságuo em amor. Esse pequenino estava dentro de mim. Estava? Fico um pouco longe de você e já sinto que falta o meu órgão mais precioso. Meu amor dos meus amores. Sabemos que passamos por muitas para estarmos aqui. Mas nada mais importa quando sinto sua pele na minha. Assim que é. Acolher, o sangrar, leitar, chorar. Desaguando de amor estou. O desabafo rendeu elogios de outras famosas, dentre elas Samara Felippo, que escreveu: Apoio e amor por você em tudo, minha amiga. Fonte: R7 – Pop

Compartilhe este conteúdo!

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *