Drenar-GDF-300x250-GIF
Programa oferece até R$ 21 mil de crédito para empreendedores negros
Governo lança programa para reduzir filas no sistema de saúde
UNE quer construir agenda com reivindicações ao governo federal
Anvisa fará webinar sobre novas regras de reprodução humana assistida
Mercado financeiro eleva projeção da inflação de 5,74% para 5,78%

Grana e participação de torcedores em ativações do clube: o que esperar do fan token do São Paulo

Lance

Lance Lance

O São Paulo anunciou, nesta semana, um acordo com o Socios.com para a criação de um fan token do clube. Com o criptoativo, o Tricolor deve ganhar uma boa quantia de dinheiro e, ao mesmo tempo, proporcionar maior interação ao torcedor, que poderá ter voz ativa em algumas decisões do time. Veja o que pode ser feito com a nova parceria.

CONFIRA A TABELA ATUALIZADA E SIMULE OS JOGOS DO BRASILEIRÃO DE 2021!

Embora já sejam populares no exterior, tendo times como Barcelona, PSG e Inter de Milão já participando deste mercado, os fan tokens chegaram recentemente ao Brasil. Atualmente, três times possuem o criptoativo: Flamengo, Atlético-MG e Corinthians. Com isso, o São Paulo deve se tornar o quarto time do país a possuir um token.

Além dos clubes, seleções também criaram seus tokens. A própria Seleção Brasileira anunciou a sua, além da Argentina e de Portugal.

Um criptoativo nada mais é do que um ativo que pode ser adquirido através de criptomoedas e ser utilizado em transações dentro deste cenário. Os valores das compras e transações costumam ser convertidos para dólar.

De acordo com informação do jornalista Rodrigo Capelo, os times que já possuem parceria com a Socios.com tem contrato que estipulam que 50% do valor das compras dos tokens sejam transferidos aos clubes, o que pode render muito dinheiro ao São Paulo.

De acordo com o jornalista, o Atlético-MG e o Corinthians acumularam, somente no dia de estreia do token, U$ 1,7 milhão, equivalente a 850 mil ativos vendidos com preço unitário de U$ 2,00. O valor convertido em reais é de R$ 9.364.195,00 milhões, parcela considerável da folha salarial do Tricolor e valor útil para o clube adquirir maior equilíbrio financeiro.

Além dos 50% sob o valor das compras, os clubes que já criaram seus fan tokens tem cerca de 0,25 % de arrecadação a cada transação feita com o token. O Tricolor deve ter contrato nas mesmas bases.

Para o torcedor, os benefícios podem ser interessantes. Com o fan token, a torcida pode opinar e pedir músicas para serem tocadas no estádio no dia dos jogos, além de outras ativações, como a participação em enquetes, promoções, competições e outras ações desenvolvidas pelo departamento de marketing.

O São Paulo terá, ainda, uma diferença em relação aos outros clubes brasileiros que criaram uma fan token. Assim como a Internazionale de Milão, da Itália, o time terá em sua camisa um anúncio do ativo, uma publicidade para promover a aquisição do token entre os torcedores.

Ainda não foram anunciados detalhes do acordo, como valores, data de lançamento e o nome do token. As ativações promovidas também seguem sem serem reveladas.

Fonte: R7 – Esportes

Compartilhe este conteúdo!

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *