CLDF debate soluções para superendividamento de servidores junto ao BRB
Câmara Legislativa debate a política de educação inclusiva no DF
TSE capacita influenciadores digitais para ajudar a combater fake news
México passará a exigir visto impresso no passaporte de brasileiros
Indicador antecedente de emprego cai após três altas

Fluminense vai disputar a oitava Libertadores; confira outras edições

Embarque do Fluminense para a Colômbia, onde fará a estreia na Libertadores

Embarque do Fluminense para a Colômbia, onde fará a estreia na Libertadores Mailson Santana/Fluminense FC

A competição mais importante entre clubes da América do Sul vai começar para os brasileiros já nesta terça-feira (22). O Fluminense vai iniciar a pré-libertadores diante do Millonarios, da Colômbia, às 21h30. Será a oitava participação do clube no torneio.

A Libertadores é o maior pesadelo para torcedores tricolores, que viram o time perder a competição há 14 anos. Para este ano, o Flu fez um planejamento diferente, realizou oito contratações e investiu em bons jogadores para disputar títulos.

O Fluminense soma oito participações na competição, principalmente na última década: 1971, 1985, 2008, 2011, 2012, 2013, 2021 foram os anos em que o Fluzão apareceu no cenário Sul-Americano.

1971
A primeira participação do Fluminense na Libertadores tem o mesmo motivo de outras três participações. No ano anterior, em 1970, o clube venceu o primeiro Campeonato Brasileiro e se classificou para a competição internacional.

Além do tricolor carioca, Palmeiras, Deportivo Itália e Deportivo Galicia disputavam a classificação no grupo 3. O Fluminense terminou a primeira fase com oito pontos, atrás somente do Palmeiras, com 10. Na época, apenas um clube por grupo se classificava. Assim, o Flu foi desclassificado e o time paulista avançou de fase.

1985
Mais uma vez, o Fluminense retorna à competição como o campeão do Campeonato Brasileiro do ano anterior. O time do Fluzão era considerado uma “máquina”, com jogadores como o “Casal 20”, Assis e Washington, Romerito, Paulo Victor, Delei, entre outros.

Com um time forte, o Fluminense não correspondeu à altura e decepcionou. Foi eliminado na primeira fase, terminando em terceiro lugar, com quatro pontos. O Vasco, que também estava no grupo, foi eliminado em quarto lugar.

2008
23 anos depois, o Fluminense viveu a sua maior derrota, lembrada por todos até os dias atuais. O Flu, novamente, tinha um time de craques. Thiago Silva, Conca, Thiago Neves, Dodô, Washington ‘Coração Valente’ e Renato Gaúcho, como técnico.

O Fluminense terminou a primeira fase em primeiro no grupo, com 13 pontos. Em uma das partidas, venceu o Arsenal de Sarandí por 6 a 0, em pleno Maracanã. Foi a maior goleada de um time brasileiro sobre um argentino na Libertadores.

Eliminou o São Paulo nas quartas de final, com um gol histórico de Washington, aos 47 minutos do segundo tempo. Nas sêmis, despachou o gigante Boca Juniors, com uma vitória por 3 a 1 no segundo jogo, no Maracanã.

Na final contra a LDU, do Equador, a torcida lotou o Maracanã e empurrou o time até onde deu. Na primeira partida, em Quito, o Fluminense perdeu por 4 a 2. No jogo de volta, com a torcida presente, venceu por 3 a 1, com três gols de Thiago Neves. Com o placar agregado, a partida foi para os pênaltis e a LDU levou a melhor diante dos tricolores.

2011
Novamente participando por ter sido campeão brasileiro no ano anterior, o Fluminense fez uma das piores campanhas da fase de grupos. Terminou em segundo lugar, com oito pontos, após uma vitória heroica em cima do Argentino Juniors por 4 a 2. Nas oitavas de final, o Flu foi eliminado para o Libertad, do Paraguai, com o placar agregado em 4 a 3.

2012
Pela primeira vez, o Flu chegava à competição por dois anos seguidos. O time fez uma campanha brilhante na fase de grupos, terminando em primeiro com 15 pontos em 18 disputados. Venceu o Boca Juniors em plena Bombonera, feito que somente Paysandu, Santos e Cruzeiro haviam conseguido.

Nas fases eliminatórias, o Flu se classificou até as quartas de finais, quando foi eliminado para o Boca Juniors, em placar agregado por 2 a 1, sofrendo o gol da eliminação no último minuto.

2013
Terceiro ano seguido do Fluminense na competição e novamente como campeão brasileiro. O Tricolor disputou a fase de grupos com Grêmio, Huachipato e Caracas, e se classificou em primeiro, com 11 pontos. Nas oitavas de final, despachou o Emelec, mas foi eliminado nas quartas diante do Olimpia, do Paraguai.

2021
A última participação do Fluminense até o momento. Em um grupo considerado o mais difícil, com River Plate, Junior Barranquilla e Santa Fé, o Flu se classificou em primeiro com 11 pontos, vencendo o temido River no Estádio Monumental De Núñez. Nas oitavas, derrotou o Cerro Porteño com facilidade, pelo placar agregado de 3 a 0. Mas, mais uma vez, foi eliminado nas quartas, desta vez para o Barcelona de Guayaquil, do Equador. O placar agregado foi 3 a 3, mas o time equatoriano tinha a vantagem do empate.

Fonte: R7 – Esportes

Compartilhe este conteúdo!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.