Drenar-GDF-300x250-GIF
Paraíba será o primeiro estado a pagar o piso nacional da enfermagem
Reservatórios do Túnel de Taguatinga estão concretados
Entidades do setor produtivo fazem ressalva a juros altos
Mortalidade prematura por câncer no Brasil deve cair até 2030
Prato Cheio libera mais de R$ 21,2 milhões em parcela de fevereiro

Detran já fiscaliza CRLV de veículos de placas com os finais 1 e 2

CRLV Digital é válido em todo o Brasil, mas é recomendável portar também a versão impressa

CRLV Digital é válido em todo o Brasil, mas é recomendável portar também a versão impressa Agência Brasil / Marcelo Camargo

Quem tem carro com placa com os finais 1 e 2 deve ficar atento à situação documental de seu veículo. O departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) começou a fiscalização para essa parte da frota da capital nesta sexta-feira (1). Para estar quite com as obrigações, proprietários e motoristas devem garantir que pagaram o IPVA, a taxa do licenciamento e as multas do período. Dirigir veículo não licenciado é infração gravíssima, com 7 pontos na carteira e multa de R$ 293,47. Nesses casos, o veículo é recolhido e levado para o depósito do Detran-DF.

De acordo com o diretor de Policiamento e Fiscalização de Trânsito do Detran, Glauber Peixoto, a quitação das multas que ainda estão em processo de autuação, não são exigidas para a regularização. “Nesses casos, a pessoa está em condições de entrar no aplicativo do Detran Digital e sair dali com um PDF do CRLV eletrônico. Esse PDF pode constar no próprio celular, ou ser impresso em uma folha comum de papel A4 que o motorista pode apresentar em todo território nacional”, explicou. 

A recomendação, segundo o Peixoto, é sempre ter o documento impresso com o QR-code. Ele explica que, de acordo com a legislação, sendo possível a verificação da regularidade e propriedade do veículo por sistema eletrônico, não há mais necessidade de recolher o bem para o depósito. “Mas, a depender da região, é importante ter o documento em mãos. Não podemos achar que o agente ou o policial, sempre poderá fazer a consulta. O porte não deixou de ser obrigatório. Esse documento impresso não deixa de ser importante para mostrar a regularidade e propriedade do veículo”, destacou.

De acordo com Peixoto, com a cobrança feita de forma escalonada, a população ganhou mais tempo para dirigir dentro da Lei. “O Detran-DF já vem divulgando o início da fiscalização dos veículos com final da placa 1 e 2 para 1º de outubro. É um escalonamento feito em todas as placas, seguindo a resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). Os finais 1 e 2 são 1o de outubro, 3, 4 e 5, 1º de novembro, 6, 7 e 8, 1º de dezembro, 9 e 0, 1º de janeiro, referente ao documento de 2021”, explicou (Veja abaixo).

A verificação dos documentos de veículos com placas com finais 1 e 2 será feita nas blitzen regulares do Detran. Cerca de 20% da frota do DF termina com essa numeração. Segundo o diretor de Policiamento, a tendência da população tem sido a regularização, e a inadimplência tem diminuído. Para regularizar o veículo basta quitar os débitos no site do Detran. Caso o motorista não tenha pago o IPVA, é preciso procurar, também, o site da Secretaria de Economia do Distrito Federal.

“Com o escalonamento das cobranças, o cidadão passou a ter um tempo maior para regularizar o veículo, o que fez com que as pessoas se organizassem. É uma forma de facilitar a vida do cidadão. Há 3 anos, todos os veículos tinham que estar licenciados dia 1o de setembro. Nessa época era mais comum encontrar muitos não licenciados. Hoje, estamos com um terço da frota licenciada. Um total de 33,8% dos veículos já estão regulares, superando o início da fiscalização das placas com final 1 e 2. É um número dentro do esperado”, revelou o agente Peixoto.

Compartilhe este conteúdo!

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *