Petrobras: preço do querosene de aviação cai 0,84% a partir de sábado
Drones ajudarão na fiscalização contra crimes eleitorais no DF
Taxa média de juros cai em agosto, mas segue tendência de alta
Dia Mundial do Coração
Distrito Federal suspende aulas na próxima sexta-feira

Construção do Túnel de Taguatinga supera etapa desafiadora

Imagine abrir uma passagem subterrânea de quase 1 km no centro de uma cidade. Fazer escavações com até 20 metros de profundidade sem afetar as edificações vizinhas. Lidar com riscos de desmoronamento próprios de um terreno argiloso. A construção das lamelas do Túnel de Taguatinga envolveu tantos desafios que ganhou o título de fase mais complexa da obra.

Concluída em fevereiro, a etapa consumiu 18 meses de trabalho e 65.000 m² de concreto. Segundo o subsecretário de Fiscalização e Acompanhamento de Obras, Ricardo Terenzi, 350 trabalhadores se dedicaram exclusivamente às paredes diafragmas do túnel. Essas estruturas multifuncionais fazem tanto o papel de fundação quanto de contenção da obra.

“Eram armadores, equipe de concretagem, profissionais de escavação, muitos profissionais envolvidos nesta que é uma das fases mais importantes da construção”, detalha Terenzi. “As lamelas vêm antes de tudo. Depois de prontas, lançamos a laje em cima para travar essas estruturas, e só então começamos a abrir o túnel.”

As escavações feitas para receber as paredes diafragmas atingiram mais de 20 m em alguns pontos, de acordo com o secretário de Obras, Luciano Carvalho. “Não usamos uma perfuratriz convencional. Lançamos mão de uma tecnologia diferenciada, que não é vista em nenhuma outra obra do Distrito Federal”, destaca.

Carvalho se refere à utilização de um clamshell, equipamento de escavação que se assemelha à boca de um jacaré. O maquinário é preso a um guindaste com capacidade para erguer aproximadamente 70 toneladas. Enquanto escava, lança um polímero no solo – a mistura química estabiliza o terreno e evita risco de desmoronamento.

A porção média do túnel conta com três paredes diafragmas: duas externas e uma central que separa as duas pistas. Nas áreas de emboque e desemboque, ou seja, na entrada e na saída da passagem subterrânea, são quatro. Cerca de 70% da construção do Túnel de Taguatinga já está concluída.

*Com informações de Carolina Caraballo, da Agência Brasília

O post Construção do Túnel de Taguatinga supera etapa desafiadora apareceu primeiro em Jornal de Brasília.

Fonte: R7 – Cidades

Compartilhe este conteúdo!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.