Amanhã será ponto facultativo nos órgãos federais sediados em Brasília
Índices de confiança do comércio e serviços caem em novembro
Termina hoje prazo para mesário justificar ausência no segundo turno
IGP-M registra queda de preços de 0,56% em novembro, diz FGV
Uso de máscara volta a ser obrigatório no transporte público de SP

BH adia retorno das aulas para crianças de 5 a 11 anos

Para as demais faixas etárias, cada rede define as datas

Para as demais faixas etárias, cada rede define as datas Reprodução/Record TV Minas

A Prefeitura de Belo Horizonte adiou, nesta quarta-feira (26), o início do ano letivo de 2022 para as crianças de 5 a 11 anos.

A alteração no cronograma da faixa etária, de acordo com o município, vale tanto para as instituições públicas quanto para as privadas.

O prefeito Alexandre Kalil (PSD) explicou que a medida foi adotada para que as famílias tenham tempo de imunizar as crianças contra a Covid-19. Nesta quarta, a capital mineira aplica a vacina no grupo de 9 anos sem comorbidades.

“Não tem passaporte de vacina. Isso não existe. Isso é proibido. O que estamos pedindo é muito mais. É a consciência do pai e da mãe para não deixar os filhos desprotegidos”, afirmou o prefeito Alexandre Kalil.

O prefeito informou que hoje foram abertas quatro vagas em enfermarias e dez em UTIs (unidades de tratamento intensivo) para crianças com Covid-19. Outros 35 leitos infantis serão implantados nesta quinta-feira (27).

Winder Souza, presidente do Sinep-MG (Sindicato das Escolas Particulares de Minas Gerais), disse ao R7 que vai aguardar a publicação do decreto municipal para emitir as orientações aos colégios. O gestor, no entanto, acredita que a rede já tem condições de iniciar o período letivo.

“O Sinep vê, sem nenhum tipo de dificuldade, que as escolas particulares no estado estão preparadas para o retorno normalmente, com todas as faixas etárias ofertando a segurança necessária através de seus protocolos. Toda a infraestrutura das nossas escolas está devidamente adequada e formulada para fornecer a segurança necessária para o retorno”, afirmou Winder.

Outras faixas etárias

Inicialmente, o retorno na rede municipal estava previsto para o próximo dia 3 de fevereiro. A secretária municipal de Educação, Ângela Dalben, afirma que vai sugerir, nesta quinta-feira (27), o adiamento para o dia 7 de fevereiro para os alunos que não sejam da faixa etária de 5 a 11 anos. “É a minha proposta para conversar e mandar para as escolas”, afirmou.

Ângela também ressalta que as redes particular, estadual e federal terão liberdade de determinar a data do início do ciclo letivo para os alunos que não são da faixa etária de 5 a 11 anos. Segundo a secretária, não há necessidade de adoção do ensino remoto.

“No ano passado, tivemos boas experiências com todas as crianças na escola. A experiência com as crianças e os adolescentes foi positiva, seguindo todos os protocolos”, explicou Ângela Dalben.

Fonte: R7 – Saúde

Compartilhe este conteúdo!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *