Fies: pré-selecionados devem enviar informações até esta sexta-feira
Pesquisa aponta redução de 404 mil trabalhadores no comércio em 2020
Pesquisa delineia possibilidades para um segundo turno no DF
Caso seja reeleito, Ibaneis pretende manter modelo do Iges-DF
Movimentação de cargas cresce 2,3% no trimestre no Porto de Santos

Vasco consegue investidor disposto a pagar R$ 700 milhões. São Paulo e Santos também querem virar SAF

A direção do Vasco acredita que o clube 'renascerá' com R$ 700 milhões de investidores

A direção do Vasco acredita que o clube ‘renascerá’ com R$ 700 milhões de investidores Conmebol

São Paulo, Brasil

Com uma dívida de cerca de R$ 700 milhões, o Vasco da Gama estava há anos travado, sem ter como montar grandes equipes, crescer como clube social, reformar o estádio São Januário.

O clube foi rebaixado para a Segunda Divisão em 2020 e não teve forças para retornar em 2021. A perspectiva de 2022 era péssima.

Daí, o desespero da diretoria. Principalmente do presidente Jorge Salgado.

O dirigente passou a buscar investidores, desde que a legislação brasileira mudou em relação ao controle dos clubes. E foi criada a Sociedade Anônima do Futebol, que permite que empresas ou pessoas possam ser ‘donas’ do clube, adquirindo ações.

O que foi feito por Ronaldo no Cruzeiro e pelo norte-americano John Textor, no Botafogo.

O dia é de festa em São Januário.

Salgado conseguiu amarrar um contrato que, a princípio, é de R$ 700 milhões, para ‘zerar as dívidas’, tornar o clube administrável. E ainda garantiu a reforma de São Januário, transformá-lo em uma arena multiuso.

O Vasco, a princípio, vai vender 70% do controle do clube para a investidora 777 Partiners, com sede em Miami.

E já está previsto um aporte imediato de R$ 70 milhões para pagar as dívidas imediatas.

Para o acordo ser sacramentado é necessária a aprovação dos sócios e conselheiros. Se por acaso houver o ‘não, os R$ 70 milhões, seriam considerados mero empréstimo, que teriam de ser devolvidos, com juros.

O grupo de Jorge Salgado fez questão que a negociação fosse tornada pública. Para pressionar os conselheiros e sócios pela aprovação.

O clima é de euforia em São Januário.

Há a certeza que o Vasco sofrerá uma reestruturação imensa.

Outros clubes estão estudando a sério a possibilidade de se tornarem SAF. 

Endivididadas, as diretorias de São Paulo e Santos buscam investidores…

Fonte: R7 – Esportes

Compartilhe este conteúdo!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Últimas Notícias:

vacina