Drenar-GDF-300x250-GIF
Programa oferece até R$ 21 mil de crédito para empreendedores negros
Governo lança programa para reduzir filas no sistema de saúde
UNE quer construir agenda com reivindicações ao governo federal
Anvisa fará webinar sobre novas regras de reprodução humana assistida
Mercado financeiro eleva projeção da inflação de 5,74% para 5,78%

Treinador do RB Bragantino destaca bom desempenho na etapa inicial contra o Palmeiras: “Fizemos um grande primeiro tempo”

Lance

Lance Lance

O Red Bull Bragantino venceu o Palmeiras na noite de sábado pelo placar de 4 a 2 jogando no estádio Allianz Parque. Mas o que mais ficou marcado mesmo foi o desempenho do Massa Bruta na primeira etapa, quando chegou a estar vencendo por 3 a 0.

>Aplicativo de resultados do LANCE! está disponível na versão iOS

Maurício Barbieri, treinador da equipe de Bragança Paulista, destacou isso em sua entrevista coletiva, mas fez questão de mencionar o fato de sua equipe ter dado chance ao time de Abel Ferreira para reagir na partida.

“Fizemos um grande primeiro tempo. A partir do momento que fizemos o terceiro gol, abaixamos um pouco a guarda. É natural, mas não pode acontecer. Ainda mais contra uma equipe como o Palmeiras, que é capaz de ser muito eficiente nas oportunidades que tem. Então, a gente conversou isso no intervalo e tentou voltar com uma outra postura no segundo tempo. Acabamos levando um segundo gol e mérito da equipe que teve equilíbrio, soube buscar o quarto gol que definiu a partida. Fizemos um grande jogo, contra um grande adversário. Estou muito satisfeito com o rendimento da equipe”, afirmou Barbieri.

O treinador também falou sobre a quebra do jejum de seis jogos sem vitória de seu time: “Acho que essa questão dos seis jogos, eu entendo, é um fato, mas eu acho que entra na questão da narrativa. O problema é falar seis jogos sem ganhar e tirar conclusões daí. A narrativa tem que ser um pouco mais profunda. Contra quem foram os seis jogos? Quais foram as equipes que atuaram nesses seis jogos? Quer dizer, nesses seis jogos a gente enfrentou Atlético-MG, Corinthians, Flamengo e não tinha perdido para nenhuma dessas equipes. Então, quando a gente vai contar essas histórias, entendo que o fato é verídico, é preciso ir mais profundo. Contar como ela é toda. É claro que os pontos, independente de quem havia sido, vinham fazendo falta. A gente voltando a vencer mais uma grande equipe, acho que damos mais um passo para mostrar o potencial que tem, se consolidar. Acho que a história, a narrativa que podem contar agora é que enfrentamos os dois finalistas da Libertadores e, de 12 pontos, fizemos dez. É uma história bonita para contar”, finalizou o treinador.

Fonte: R7 – Esportes

Compartilhe este conteúdo!

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *