Drenar-GDF-300x250-GIF
Programa oferece até R$ 21 mil de crédito para empreendedores negros
Governo lança programa para reduzir filas no sistema de saúde
UNE quer construir agenda com reivindicações ao governo federal
Anvisa fará webinar sobre novas regras de reprodução humana assistida
Mercado financeiro eleva projeção da inflação de 5,74% para 5,78%

STJD acata denúncia do Santos e vai julgar Flamengo e Andreas Pereira

Lance

Lance Lance

O STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) decidiu aceitar a denúncia e debater na reunião da próxima sexta-feira a participação do meia Andreas Pereira, do Flamengo, no jogo contra o Santos.

O jogador havia chegado no Brasil no dia 20 de agosto e devia cumprir quarentena obrigatória. De acordo com as orientação da Anvisa, Andreas teria de ficar em quarentena por duas semanas por conta da pandemia da COVID-19, o que não aconteceu. O jogador participou da partida, que ocorreu no dia 28, e marcou um dos gols da goleada do Flamengo por 4 a 0, na Vila.

O clube do Rio de Janeiro foi denunciado no artigo 191 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que prevê multa de R$ 100 a R$ 100 mil. Já para o jogador, as regras do CBJD dizem que “Se a infração for cometida por pessoa jurídica, além da pena a ser-lhe aplicada, as pessoas naturais responsáveis pela infração ficarão sujeitas a suspensão automática enquanto perdurar o descumprimento”, ou seja, o jogador também pode ser punido.

Vale lembrar que o Santos protocolou junto à CBF uma reclamação formal pela participação de Andreas Pereira no jogo. Num documento com 18 páginas, o Santos reforçou que sempre cumpriu todos os protocolos determinados na pandemia e pede que seja aberto inquérito para que se investigue a situação.

“Pela moralidade do futebol, entramos com um pedido na procuradoria da CBF para apontar essa irregularidade que de fato aconteceu. Faremos independentemente de resultado, mas numa análise prévia soubemos que o jogo não seria anulado ou a gente receber os pontos. É meio que posição unânime do jurídico. Consultei outros clubes que viveram essa situação, como o Fluminense e Grêmio. Mas independentemente dos pontos, é obrigação do Santos registrar insatisfação sobre o ocorrido”, disse o presidente Andres Rueda.

Compartilhe este conteúdo!

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *