CLDF debate soluções para superendividamento de servidores junto ao BRB
Câmara Legislativa debate a política de educação inclusiva no DF
TSE capacita influenciadores digitais para ajudar a combater fake news
México passará a exigir visto impresso no passaporte de brasileiros
Indicador antecedente de emprego cai após três altas

Rodrigo Dias, gerente da base, elogia desempenho da equipe Sub-17 do Vasco em 2021: ‘Foi um ano vitorioso’

Lance

Lance Lance

Com o fim de mais uma temporada, os clubes fazem um balanço do que deu certo ou errado dentro e fora de campo. Na base, os projetos também são analisados e mais do que títulos, a formação dos jovens é essencial para o futuro de um time. O Sub-17 do Vasco enfileirou finais, foram quatro, com dois títulos importantes: Estadual e Recopa Carioca. O diretor da base Rodrigo Dias analisou o momento da base e elogiou o Sub-17 cruz-maltino.

– A gente sabe das condições que o clube se encontra neste ano, mas não mediu esforços, sempre nos apoiando e dando as melhores condições possíveis para realizar esse grande trabalho que a base sempre teve. E o sub-17, desde a minha chegada, já se ouvia dentro do clube que era uma geração muito vitoriosa. Foi campeã no sub-15 em 2019 de forma invicta. E a gente tem dado continuidade neste trabalho – disse o direto da base Rodrigo Dias em entrevista à VascoTV, e completou:

+ Confira e simule a tabela do Campeonato Carioca 2022

– Quando cheguei aqui a equipe estava no antepenúltimo jogo da primeira fase do Brasileiro. Acabamos chegando à final. Na Copa Rio, utilizamos bastante a geração 2005, e veio mais uma final. Fechamos o ciclo com as finais do Carioca e da Recopa – acrescentou.

Com quatro finais na temporada, o Sub-17 teve destaque e onze atletas dessa categoria estão na lista dos trinta que disputarão a Copinha a partir de janeiro. De acordo com Rodrigo Dias, esses números mostram a força da equipe, de uma geração vitoriosa que enche o clube de esperança para futuros craques na equipe principal.

+ Em meio à reta final melancólica, Riquelme foi a boa notícia do Vasco no ano e segue valorizado em 2022

– Futebol tem três resultados e até os grandes craques perderam, empataram e venceram. É importante os jovens aprenderem isso. Você aprende mais nas derrotas do que nas vitórias. Sentir a dor da derrota. Mas nesses momentos de dificuldade, prova-se que é aquilo que a gente quer. Foi um ano vitorioso: quatro finais e dois títulos. Credencia esses meninos a chegarem em uma nova etapa. Os títulos fazem parte da formação, mas o principal objetivo da base é fornecer o máximo de jogadores de qualidade, do ser humano e do atleta, para o principal. Dos 30 que disputarão a Copinha, onze são do sub-17. Isso mostra força desses atletas. Estamos no caminho certo – enalteceu o diretor.

Fonte: R7 – Esportes

Compartilhe este conteúdo!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.