Brasil bate Suíça e se classifica para as oitavas da Copa do Catar
Amanhã será ponto facultativo nos órgãos federais sediados em Brasília
Índices de confiança do comércio e serviços caem em novembro
Termina hoje prazo para mesário justificar ausência no segundo turno
IGP-M registra queda de preços de 0,56% em novembro, diz FGV

Preso pela PF, primo de Alcolumbre ficou milionário em 8 anos

Dinheiro apreendido em operação contra Isaac Menahem Alcolumbre Neto

Dinheiro apreendido em operação contra Isaac Menahem Alcolumbre Neto Divulgação/PF

Preso pela Polícia Federal na manhã desta quarta-feira (20), Isaac Menahem Alcolumbre Neto, primo do ex-presidente do Senado Davi Alcolumbre (DEM-AP), transformou um patrimônio de R$ 183 mil em uma quantia milionária, em oito anos. 

De acordo com as informações fornecidas pelo então candidato à Justiça Eleitoral em 2006, Isaac Alcolumbre tinha bens que somavam R$ 183.416,32, como uma reserva financeira de R$15.200,00 e um apartamento, financiado, de R$85.093,00. Em 2010, o patrimônio cresceu para R$839.355,54 em bens, sem reserva financeira.

Depois de duas vitórias eleitorais no cargo de deputado estadual, oito anos depois, em 2014, ele informou ter R$ 2.298.340,25 em bens. Um patrimônio doze vezes maior, sem descontar a inflação do período. Entre os destaques, estão uma reserva financeira de R$ 700 mil e dois apartamentos e uma lancha, que somam R$ 600 mil. 

Isaac não conseguiu se reeleger como deputado estadual nas eleições de 2014, pelo DEM, quando Davi foi eleito ao Senado pelo mesmo partido. Com 3.943 votos (1,06% do total), Isaac ficou na suplência, suspendendo a sequência de vitórias em 2006 e 2010.

Empresário
Na primeira campanha eleitoral, em 2004, para vice-prefeito de Macapá, Isaac Alcolumbre declarou ser empresário. A chapa terminou na terceira posição. Em 2006, a ocupação principal passou a ser comerciante. O grau de instrução se manteve o mesmo até 2014, ensino médio completo. 

Aeródromo
A pista de pouso em Macapá, que motivou a Polícia Federal a prender Isaac Alcolumbre, só foi informada à Justiça Eleitoral em 2014: “Construção de um galpão com estrutura metálica situado na rodovia do Curiau, na BR 070, e uma pista de pouso para uso de aeronave”. O valor do bem declarado foi de R$ 150 mil.

Na campanha anterior, em 2010, Isaac informou a “construção de um galpão situado na rodovia Curiau”, com valor de R$ 33.500.

Fonte: R7 – Brasília

Compartilhe este conteúdo!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *