CLDF debate soluções para superendividamento de servidores junto ao BRB
Câmara Legislativa debate a política de educação inclusiva no DF
TSE capacita influenciadores digitais para ajudar a combater fake news
México passará a exigir visto impresso no passaporte de brasileiros
Indicador antecedente de emprego cai após três altas

‘Novo cangaço’ desafia nossas polícias desprovidas de planejamento, inteligência e logística

Ataque em Guarapuava chocou moradores da cidade

Ataque em Guarapuava chocou moradores da cidade Reprodução/redes sociais

A expressão “novo cangaço” foi adotada para descrever grandes grupos de criminosos que agem em regiões longe de capitais, em cidades de médio porte localizadas no interior. Os criminosos agem com rapidez, usam de muita violência e fazem valer o forte armamento que ostentam.

Moradores de Guarapuava, no Paraná, acordaram na madrugada desta segunda-feira (18) ao som de troca de tiros, explosões, carros incendiados e conflitos entre a polícia local e a quadrilha (com cerca de 30 homens).

Os criminosos atacaram uma transportadora de valores da cidade, que fica a 255 km da capital, Curitiba. Têm sido esses os alvos prioritários do novo cangaço, que exige muito planejamento, armas potentes e uma logística de fuga. Trata-se de profissionais do crime.

A ação deixou dois policiais militares feridos, um em estado grave. Muitos moradores foram utilizados como escudo humano durante o assalto, e, segundo informações, um deles foi baleado. Os bandoleiros conseguiram fugir antes que chegassem os reforços policiais de cidades vizinhas.

Desde o início desse tipo de ataque articulado, especialistas repetem o óbvio sobre como enfrentar esses grupos cada dia mais organizados: com inteligência, espionagem e rastreamento contínuo de informações.

Os gestores públicos nunca priorizaram o fortalecimento de uma inteligência militar de alto nível para enfrentar o crime comum. Aí ficam correndo atrás de cangaceiros.

 

Fonte: R7 – Brasil

Compartilhe este conteúdo!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.