Drenar-GDF-300x250-GIF
Programa oferece até R$ 21 mil de crédito para empreendedores negros
Governo lança programa para reduzir filas no sistema de saúde
UNE quer construir agenda com reivindicações ao governo federal
Anvisa fará webinar sobre novas regras de reprodução humana assistida
Mercado financeiro eleva projeção da inflação de 5,74% para 5,78%

Medo da covid provoca aumento de quedas no metrô de Londres

Metrô de Londres regista mais quedas de passageiros durante a pandemia de covid-19

Metrô de Londres regista mais quedas de passageiros durante a pandemia de covid-19 Hannah Mckay / Reuters – 11.5.2020

Por medo de contágio da covid-19, muitos londrinos relutam a segurar o corrimão das escadas rolantes das estações de metrô. O resultado é um aumento nas quedas com risco de vida – alertaram as autoridades do transporte público nesta sexta-feira (17).

Doze pessoas morreram ou ficaram gravemente feridas no metrô entre abril e junho, e 23, nos ônibus. O resultado é maior que em qualquer outro trimestre do ano 2020-2021, informou o jornal The Daily Telegraph.  

“Um dos maiores riscos que temos são quedas em escadas rolantes causadas por pessoas que não seguram o corrimão”, disse o diretor da agência “Transport for London” (TfL), Andy Lloyd.

“Há um problema com a percepção de que o corrimão não está limpo por causa da pandemia”, afirmou, durante um painel de segurança esta semana. 

As pessoas mais idosas são as que correm mais risco e, frequentemente, elas caem quando tentam colocar uma bagagem nas escadas rolantes, completou.

Outro fator que provoca queda é o estado de embriaguez de alguns passageiros, com o aumento das viagens noturnas desde o fim do confinamento.  

Além do atual regime de limpeza intensiva, a TfL pretende ampliar a instalação de dispositivos de luz ultravioleta nos corrimões das escadas rolantes, iniciada no ano passado, para suprimir todos os vestígios do coronavírus.

“O número de pessoas mortas, ou feridas, aumentou à medida que os clientes voltam à rede. O índice de lesões nas escadas e nas escadas rolantes continua relativamente alto”, afirma um relatório sobre a segurança dos passageiros divulgado esta semana pela TfL e citado pelo Telegraph.

Compartilhe este conteúdo!

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *