Economia Vendas do comércio crescem 0,4% de setembro para outubro, diz IBGE
Sonho de Copa: filha usa camisa autografada do Brasil pentacampeão em 2002 para ajudar a mãe se reerguer
POPHAUS: O MAIOR PARQUE DE INFLÁVEIS DA AMÉRICA LATINA CHEGA A BRASÍLIA
Safra de grãos 2022/23 é estimada em 312,2 milhões de toneladas
Atleta patrocinado por empresa de Brasília compete hoje (8) na 4ª edição do Desafio Delta do Parnaíba/Ultra

Flamengo x Palmeiras: veja como estão as regras no Uruguai para entrada de brasileiros

Lance

Lance Lance

Decidida a final da Libertadores da América, torcedores de Flamengo e Palmeiras já se movimentam para marcarem presença no Estádio Centenário, em Montevidéu. Além da passagem, hospedagem e todos os aparatos que uma viagem internacional requer, o brasileiro que pretende arrumar as malas, e partir para o Uruguai deve se atentar sobre as restrições e protocolos sanitários impostos no país diante da crise da Covid-19.

Em agosto, quase 18 meses depois de proibir a entrada de viajantes no país, o presidente do Uruguai, Luis Lacalle Pou, anunciou a reabertura, a partir de setembro, das fronteiras do país para estrangeiros completamente vacinados contra a Covid-19.

Inicialmente, a medida era referente a brasileiros não residentes, mas que tinham propriedades em solo uruguaio. Em novembro, mês da final da Libertadores entre Flamengo e Palmeiras, o calendário de reabertura será mais flexível. Todos os estrangeiros completamente vacinados com as duas doses do esquema vacinal ou a dose única poderão entrar no país mediante apresentação de um teste recente do tipo PCR.

Para os torcedores que pretendem curtir atrações além do futebol, o Uruguai apresenta um estágio de vacinação avançado. São mais de 6 milhões de doses aplicadas e índices de imunização completa contra Covid-19 que superam 70% da população. Assim, teatros, cinemas, museus, festas e espetáculos foram retomados no país. A flexibilização se dá pela queda no número de casos e mortes. Em agosto, o país chegou a registrar pela primeira vez em 2021 nenhuma morte causada pela doença.

Compartilhe este conteúdo!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *