24.6 C
Distrito Federal
sexta-feira, julho 19, 2024

Endocrinologista dá dicas de como aproveitar os quitutes das festas juninas sem prejudicar a saúde

Especialista diz que pessoas que seguem dietas mais restritas podem se alimentar bem nesta época do ano seguindo algumas dicas. Dieta compensatória é uma delas. Confira

Uma das melhores épocas do ano é a das festas juninas, conhecidas especialmente pelas comidas típicas, em grande variedade. Por conta disso, fugir da dieta pode ser uma preocupação para muitas pessoas durante as comemorações de São João.

Conforme o especialista em endocrinologia pela Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabolismo (SBEM) Flavio Cadegiani, as comidas de festa junina, em geral, contêm bastante carboidrato. Então, é importante estar atento ao controle glicêmico e à ingestão de carboidratos em excesso, especialmente no caso de pessoas que precisam seguir dietas mais restritas.

Confira, abaixo, 5 dicas do especialista para manter os cuidados com a saúde durante as festas de São João:

1- Evitar alta ingestão de álcool

Conforme o doutor em endocrinologia clínica, é preciso cuidado ao misturar álcool com carboidrato. “Eu aconselho o seguinte: ou a pessoa ingere mais comida, ou então fica mais no álcool. Pois, a mistura dos dois faz mal para o controle glicêmico e para o fígado também. Quem tem problemas de fígado, inflamação, gordura no fígado, tem que ter esse cuidado redobrado”, diz Flavio Cadegiani.

2- Consumir proteínas

Uma dica importante é consumir alguma fonte de proteína antes de ir às festas, em especial o whey protein. “O consumo de Whey antes das festas juninas pode ajudar a reduzir o consumo de calorias, mas também reduz o ganho de gordura com a ingestão dos quitutes”, revela.

“Então, tomar uma dose de whey antes de sair de casa é bem interessante”, acrescenta o médico.

3- Fazer dieta compensatória no dia seguinte

Nesses períodos festivos, é comum que pessoas que seguem dietas restritas se vejam na dúvida sobre o quanto é possível comer sem impactos negativos à saúde.

“Harmonizar, equilibrar a relação com a comida, é um passo fundamental. E isso, na prática, pode vir com uma dieta compensatória no dia seguinte. Se a pessoa comeu mais naquela noite de festa junina, ela pode passar o dia seguinte mais na proteína, como ovos ou whey, até o meio-dia, para queimar aquelas calorias que ela consumiu no dia anterior”, aconselha.

4- Cuidado com o excesso de sal

Algumas barraquinhas de festas juninas oferecem sal extra para acrescentar em alimentos como milho ou pamonha. Por isso, também é importante se atentar ao excesso de sal nas comidas, para não exagerar.

“É difícil controlar a ingestão de sal durante a festa junina, especialmente para quem tem pressão alta. Então, uma dica é tentar reduzir o consumo de alimentos muito salgados antes da festa junina e também no dia seguinte, fazendo uma compensação pré e pós festa”, diz o endocrinologista.

5- Atenção redobrada para quem tem doenças crônicas

“Doenças crônicas incluem, por exemplo, diabetes, pressão alta, problema de colesterol, de fígado, de coração e síndrome metabólica. Aquelas pessoas que estão com essas condições mais controladas podem comer com maior tranquilidade, pois um aumento de consumo de açúcar, de carboidrato e de calorias, uma vez ou outra não será um problema”, diz o médico.

No entanto, no caso de doenças crônicas não controladas, é preciso evitar alimentos gordurosos e açucarados e bebidas alcóolicas. “Então, o ideal é pegar um daqueles churrasquinhos de carne ou de frango, sem a farinha”, indica.

“É importante destacar que essas pessoas que precisam ter maiores cuidados com a saúde devem sempre que possível fazer acompanhamento com nutricionista e endocrinologista, para que a alimentação se mantenha adequada inclusive nas épocas festivas”, conclui Cadegiani.

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Pesquisar

Últimas Notícias

Categorias